Entretenimento

Príncipe saudita é preso e acusado de crime sexual em Los Angeles

25/09/2015 12h47

LOS ANGELES (Reuters) - Um príncipe saudita foi preso acusado de tentar forçar uma trabalhadora de uma casa em Beverly Hills a fazer sexo oral, disse a polícia de Los Angeles na quinta-feira.

Majed Abdulaziz Al-Saud, de 28 anos, foi preso na quarta-feira e solto depois de pagar fiança de 300 mil dólares no dia seguinte, de acordo com a polícia e registros penitenciários na internet.

A divisão especial consular do Departamento de Polícia de Los Angeles disse que o príncipe não tem imunidade diplomática, segundo o jornal Los Angeles Times e o canal de TV KCBS.

O jornal disse que a polícia entrou na propriedade depois de um vizinho ver uma mulher sangrando, gritando por socorro e tentando escalar o muro da casa na quarta-feira.

A propriedade de 37 milhões de dólares tem sido alugada a estrangeiros, disse o vizinho para o jornal.

O príncipe deve se apresentar no tribunal no próximo dia 19, segundo registros judiciários. Tentativas de falar com ele por telefone não tiveram sucesso, e o seu advogado ainda não é conhecido. Um telefonema para a embaixada saudita não teve resposta imediata.

(Reportagem de Victoria Cavaliere)

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Entretenimento

Topo