Entretenimento

Jornal da Carolina do Sul ganha Pulitzer por serviço público; NYT vence por cobertura do Ebola

20/04/2015 17h24

Por Ellen Wulfhorst

NOVA YORK (Reuters) - O jornal The Post and Courier, de Charleston, na Carolina do Sul (EUA), venceu o prestigioso Prêmio Pulitzer na categoria serviço público pela série de reportagens sobre violência doméstica contra mulheres, intitulada "Till Death Do Us Part" (Até Que a Morte Nos Separe).

O jornal The New York Times venceu nas categorias reportagem internacional e fotográfica pela cobertura da epidemia de Ebola na África Ocidental, e o St. Louis Post-Dispatch recebeu o Pulitzer de fotografia pelos confrontos de Ferguson, em Missouri.

Os prêmios Pulitzer, concedidos anualmente pela Universidade de Columbia, foram anunciados nesta segunda-feira. As premiações destacam o trabalho na área jornalística, literatura, drama, entre outras categorias nos Estados Unidos.

Outros homenageados incluem a equipe do jornal The Seattle Times pela cobertura de um desabamento fatal, o jornal The Wall Street Journal por "Medicare Unmasked" (Medicare Desmascarado), e a repórter do Washington Post Carol Leonnig pela cobertura de falhas de segurança no Serviço Secreto.

O prêmio na categoria ficção ficou com "All the Light We Cannot See" (Toda Luz Que Não Podemos Ver), de Anthony Doerr, publicado no Scribner.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Entretenimento

Topo