Entretenimento

França proíbe modelos com magreza excessiva

03/04/2015 12h49

Por Emile Picy

PARIS (Reuters) - A França vai banir modelos excessivamente magras e submeter agentes e casas de moda que as contratam a punições que vão de multas à prisões, em função de uma nova lei que foi aprovada no país nesta sexta-feira.

O país, com suas indústrias de moda e luxo avaliadas em dezenas de bilhões de euros, se junta a Itália, Espanha e Israel, que adotaram leis contra modelos exagerademente magras nas passarelas ou em campanhas publicitárias em 2013.

A medida faz parte de um combate mais amplo contra a anorexia, apoiado pelo presidente francês François Hollande. Parlamentares também aprovaram uma medida separada tornando ilegal aceitar a anorexia, com alvo nos sites que encorajam perda de peso em níveis perigosos.

A lei votada nesta sexta-feira prevê prisão de até seis meses e multa de 75 mil euros para qualquer agência que desrespeitá-la.

Especialistas de saúde estimam que cerca de 30 a 40 mil pessoas sofram com anorexia na França, a maioria adolescentes.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Entretenimento

Topo