Entretenimento

Objetos raros são roubados de museu chinês do Castelo de Fontainebleau, em Paris

01/03/2015 15h08

PARIS (Reuters) - Cerca de 15 peças de arte raras foram roubadas na manhã deste domingo do museu chinês do Castelo de Fontainebleau, no sudoeste de Paris, disse o ministério da Cultura da França.

Entre os artigos, uma coroa do Rei do Sião, dada ao Imperador Napoleão III durante a visita oficial do rei à França em 1861, e uma quimera chinesa em esmalte cloisonné do reino de Quianlong (1736-1795), de acordo com o comunicado.

Os artefatos roubados vieram da China e do Sião, conhecido como Tailândia hoje em dia, e foram todos colecionados pela imperatriz Eugenie, esposa de Napoleão. Ela os mantinha guardados em seu museu, criado em 1863.

O ministério informou que o roubo, que aconteceu em uma das partes mais seguras do castelo, levou apenas sete minutos para ser consumado e que uma investigação já foi iniciada.

O Castelo de Fontainebleau foi a residência dos monarcas franceses de Luís VII até Napoleão III, e é agora um museu nacional.

(Por Sybille de La Hamaide)

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Entretenimento

Topo