Entretenimento

Herdeira pode vender quadro de Klimt para resolver desavença com fundação

Divulgação
O quadro Bildnis Getrud Loew, do pintor Gustav Klimt Imagem: Divulgação

Shadia Nasralla

11/09/2014 16h17

Um retrato de Gustav Klimt pode ser posto à venda, podendo alcançar mais 30 milhões de dólares, para resolver um desentendimento entre uma fundação de arte vienense e a neta da mulher retratada no quadro, informou o advogado da neta nesta quinta-feira (11).

O simbolista austríaco Klimt pintou o retrato de Gertrud Loew em 1902, e o quadro pertenceu a ela pelo menos até 1938, um ano antes de ela fugir da Áustria para escapar dos nazistas.

Sua neta, Andrea Felsovanyi, residente nos Estados Unidos, vem contestando a propriedade com a Fundação Klimt, entidade privada que atualmente detém a obra.

O caso foi encaminhado a um comitê de especialistas. Segundo a lei austríaca, a fundação não pode ser forçada a abrir mão do quadro, mas segundo seu próprio regulamento a entidade deve devolver obras obtidas ilegalmente.

Nesta semana as duas partes disseram que o comitê determinou que a pintura foi tirada de seus donos legítimos e deveria ser devolvida.

O advogado de Felsovanyi, Ernst Ploil, que afirma que sua cliente recebeu uma certa liberdade para negociar, declarou à Reuters que agora gostaria que o quadro, que ele estimou valer "consideravelmente mais de 30 milhões de dólares", fosse vendido a um museu ou colecionador particular. Os lucros poderiam ser divididos, disse, entre Felsovanyi e a Fundação Klimt.

"Estes são períodos de tempo durante os quais obras de arte - se pertenceram à Áustria - contam como tendo sido compradas em circunstâncias legalmente nulas, e devem ser devolvidas", declarou Ploil.

"A Fundação Klimt e eu determinamos que iremos aplicar esta lei no tocante ao que deve ser feito com a pintura."

A fundação afirmou estar buscando uma solução "justa e honesta" através das negociações com Ploil.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Entretenimento

Topo