Entretenimento

Neri Geller aceita convite de Dilma para assumir Agricultura, diz líder do PMDB

13/03/2014 13h04

BRASÍLIA, 13 Mar (Reuters) - O atual secretário de Política Agrícola do Ministério da Agricultura, Neri Geller, aceitou convite da presidente Dilma Rousseff para chefiar a pasta no lugar do deputado licenciado Antônio Andrade (PMDB-MG), afirmou nesta quinta-feira o líder do PMDB no Senado, Eunício Oliveira (CE).

Segundo o líder peemedebista, Geller o procurou na quarta-feira para informar que recebeu o convite e assumirá a pasta.

O presidente em exercício do partido, senador Valdir Raupp (RO), já havia afirmado que Dilma deve fechar ainda nesta quinta-feira os nomes de peemedebistas na reforma ministerial em andamento.

Segundo Raupp, o nome de Neri Geller para a pasta da Agricultura é encarado com "tranquilidade" pela bancada peemedebista.

Governo e PMDB protagonizam a maior crise desde o início do mandato de Dilma. Além de anunciar independência do Planalto na Câmara, o partido comanda um grupo de deputados insatisfeitos que impôs derrotas ao governo na Casa.

A bancada de deputados do PMDB, contrariada com a condução da reforma ministerial, anunciou ainda que não indicaria nomes para a Esplanada. O partido reivindicava um sexto ministério. Atualmente, o PMDB comanda cinco ministérios (Previdência, Minas e Energia, Aviação Civil, Agricultura e Turismo).

Raupp avalia que os problemas com o PMDB da Câmara devem ainda perdurar "um pouco", mas tendem a melhorar com as negociações sobre alianças regionais com o PT em "12 ou 13" Estados. Segundo o peemedebista, existe a possibilidade de o partido ocupar a cabeça de chapa em oito ou nove desses Estados, enquanto fecharia aliança em outros cinco ou seis.

(Por Maria Carolina Marcello)

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário do UOL. É grátis!

Mais Entretenimento

Topo