Entretenimento

Centenas de pessoas se despedem de Paco de Lucía em Madri

 Susana Vera / Reuters
Imagem: Susana Vera / Reuters

28/02/2014 18h27

MADRI, 28 Fev (Reuters) - Centenas de pessoas em Madri se despediram nesta sexta-feira do ícone da música flamenca Paco de Lucía, o violonista que revolucionou a música popular espanhola, morto em um ataque cardíaco nesta semana no México.

Entre a multidão que esteve no Auditório Nacional estava o príncipe Felipe, que junto a artistas e anônimos, se despediu do músico sob aplausos, em um cenário rodeado de de flores.

"Foi nosso ídolo, além de nosso amigo. Para mim é um dos maiores artistas da história da música", disse o violonista flamenco Josemi Carmona à rede RTVE.

Depois da passagem por Madri, o velório irá para Algeciras, cidade onde o músico nasceu em 1947 e que vive três dias de luto oficial pelo falecimento de seu filho mais ilustre.

O artista, nascido na região de Cádiz e morto no México, onde passava parte do ano, é considerado um dos grandes violonistas do mundo e renovador do flamenco, embora também tenha se aventurado em outros gêneros musicais, como o jazz e a bossa nova.

As autoridades mexicanas disseram que o músico sentiu dores agudas no peito e desmaiou, sendo levado a um hospital particular em Playa del Carmen, a 60 quilômetros de Cancún, onde morreu por um infarto agudo do miocárdio.

Paco de Lucía, cujo nome real era Francisco Sánchez Gómez, lançou cerca de trinta álbuns, entre eles "Fuente y Caudal", "Entre dos Aguas" --que também dá nome a uma de suas músicas mais conhecidas-- "Almoraima" ou "Fantasía Flamenca".

Ele começou a tocar violão quando era criança. No início dos anos 1960 atuava com seu irmão Pepe na dupla "Los Chiquitos de Algeciras" e, em 1964, com 17 anos, lançou seu primeiro disco solo.

Depois de conhecer o músico Camarón de la Isla, ao qual definiu como seu artista mais admirado, começou a colaborar com ele e a sair em turnê, forjando uma dupla que revolucionou a história do flamenco.

Embora suas inovações tenham sido em princípio rejeitadas pelos setores mais ortodoxos do gênero, as colaborações com Camarón de la Isla e sua maneira de tocar o marcaram como um divisor de águas na história do estilo musical.

Paco de Lucía é reconhecido por ter conseguido popularizar o flamenco e torná-lo conhecido internacionalmente.

(Reportagem de María Vega Paúl)

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Entretenimento

Topo