Entretenimento

Rússia quer que EUA expliquem por que cantor está em lista negra

31/10/2013 20h20

MOSCOU, 31 Out (Reuters) - O ministério russo das Relações Exteriores pediu na quinta-feira aos Estados Unidos que expliquem por que um conhecido cantor do país, simpatizante do presidente Vladimir Putin, foi submetido a sanções por suspeita de ligação com uma "organização criminosa eurasiática".

O Departamento do Tesouro dos EUA incluiu nesta semana Grigory Lepsveridze e outras cinco pessoas suspeitas de ligação com o cartel, chamado Círculo dos Irmãos, em uma lista negra. Na prática, isso significa que cidadãos dos EUA ficam proibidos de fazer negócios com essas pessoas, e que eventuais patrimônios delas nos EUA serão congelados.

Lepsveridze, cujo nome artístico é Grigory Leps, negou envolvimento com o crime organizado, e disse em seu site que não se importa em ser barrado nos EUA. "A América é um grande país, mas posso superar isso."

A chancelaria russa disse que a acusação norte-americana é "inaceitável" e viola "o princípio fundamental da presunção da inocência". "Esperamos que as autoridades dos EUA apresentem explicações detalhadas", disse Konstantin Dolgov, comissário de Direitos Humanos do ministério.

(Reportagem de Alexei Anishchuk)

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Entretenimento

Topo