Entretenimento

Francesa da avicultura pede alternativa para competir com Brasil

06/06/2013 13h40

PARIS, 6 Jun (Reuters) - A francesa da avicultura Tilly-Sabco apelou à União Europeia para substituir um polêmico subsídio à exportação por um fundo de desenvolvimento para ajudar os produtores do país a competir com os fornecimentos mais baratos do Brasil.

Os subsídios à exportação são controversos nas relações do comércio internacional, e a UE já reduziu fortemente o apoio aos exportadores de aves nos últimos meses, causando preocupações no setor em um momento em que o grupo francês Doux tenta emergir.

A Tilly-Sabco disse que aceita que os subsídios às exportações estejam condenados, e que agora busca um financiamento para modernizar e se igualar aos custos brasileiros de produção até 2020.

"Nós vamos nos esforçar para sairmos de um modelo subsidiado para um autossuficiente", disse o presidente-executivo e único acionista da Tilly-Sabco, Daniel Sauvaget, à repórteres nesta quinta-feira. "Simplesmente se desfazer dos subsídios à exportação seria, de certa forma, negar a realidade econômica".

A empresa francesa estima que os exportadores brasileiros tenham custos de produção de 350 euros por tonelada, de 10 a 15 por cento abaixo dos seus.

(Reportagem de Gus Trompiz)

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Entretenimento

Topo