Entretenimento

Museu de Viena faz acordo por obra de Schiele saqueada na Segunda Guerra Mundial

Cortesia/Sotheby's
Obra "Häuser mit bunter Wäsche (Vorstadt II)" (Casas com roupas coloridas penduradas, em tradução livre) de Egon Schiele Imagem: Cortesia/Sotheby's

Fredrik Dahl

Viena

14/06/2012 19h40

Uma tela do pintor expressionista Egon Schiele confiscada pelos nazistas às vésperas da Segunda Guerra Mundial foi exposta ao público pela primeira vez em mais de uma década na quinta-feira (14), após um acordo entre um museu de Viena e os particulares que reivindicavam a obra.

O Museu Leopold disse no ano passado que aceitou pagar 5 milhões de dólares à única neta de Jenny Steiner, que era dona da tela "Casas à Beira-Mar" quando a Alemanha nazista ocupou a Áustria, em 1938. As negociações com outros herdeiros só terminou agora, disse o museu em nota, sem citar detalhes financeiros.

"É o segundo acordo do Museu Leopold com herdeiros de obras confiscadas. O museu está financiando esses gastos com a venda de outra tela de Schiele, "Casas com Lavanderia Colorida, Subúrbio 2", leiloada por 38,5 milhões de dólares em 2011. O museu abriga a maior coleção mundial de obras de Schiele, um dos maiores artistas austríacos do século 20. 

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Entretenimento

Topo