Topo

Entretenimento

Tela do chileno Roberto Matta é destaque em leilão de arte latina em Nova York

EFE
Tela "La revolución de los contrarios", do pintor chileno Roberto Matta Imagem: EFE

Walker Simon

23/05/2012 10h14

A tela "La Revolte des Contraires", do artista chileno Roberto Matta, foi o maior destaque do leilão de arte latino-americana realizado na terça-feira (22) à noite pela casa Christie's, alcançando US$ 5 milhões e estabelecendo um recorde para o artista visto como figura seminal por fazer a ponte entre surrealismo e expressionismo abstrato.

O leilão arrecadou um total de 23 milhões de dólares. Vários outros artistas também tiveram obras vendidas por valores recordes, como foi o caso da tela "Navio Negreiro" (1950), do brasileiro Candido Portinari, arrematada por 1,4 milhão de dólares.

"La Revolte des Contraires" é um turbilhão de paralelogramos amarelos, agitados por linhas negras onduladas, e marcados por erupções de cores prismáticas.

"As linhas servem como esqueleto para a pintura: as ondulações finas criam uma sensação etérea, quase como se estivesse levitando", disse Virgilio Garza, chefe de arte latino-americana da Christie's.

Aos olhos de Matta, acrescentou ele, a pintura representava uma paisagem mental. "É surrealismo por meio da abstração."

"La Revolte" se tornou a terceira obra mais valiosa da história da arte latino-americana, atrás de "Trovador", de Rufino Tamayo, vendido por 7,2 milhões de dólares em 2008, e "Raízes", de Frida Kahlo, arrematada por 5,6 milhões em 2006.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Entretenimento