Topo

Entretenimento

Museu de Zurique recupera pintura de Degas roubada

Reuters
Diretor da coleção Buehrle, Lukas Gloor, aponta para obra recuperada de Edgar Degas, "Conde Lepic e suas Filhas" (27/4/12) Imagem: Reuters

Nathalie Olof-Ors

27/04/2012 11h35

Um dos quatro quadros roubados a mão armada de um museu suíço há quatro anos, em um dos maiores assaltos envolvendo obras de arte, foi devolvido para Zurique, informou o procurador público da cidade nesta sexta-feira. Com essa devolução, todas as pinturas agora foram recuperadas.

A pintura de Edgar Degas, "Conde Lepic e suas Filhas" (1871), considerado um dos fundadores do Impressionismo, havia sido devolvida havia alguns meses, mas a informação não havia sido divulgada para evitar comprometer os esforços para recuperar outra pintura, de Paul Cézanne, que ainda estava desaparecida na época.

A polícia sérvia disse que tinha recuperado aquela pintura, "O Menino de Colete Vermelho", de Paul Cézanne, no início de abril. Avaliada em 109 milhões de dólares, a obra de Cézanne era a pintura mais conhecida a ser levada no roubo estimado em 163 milhões de dólares.

Quatro homens foram presos na Sérvia em conexão com o roubo, informou o escritório do procurador do Estado em Zurique.

Em uma entrevista coletiva em Belgrado, Miljko Radisavljevic, o procurador especial para crimes organizados, disse que os suspeitos queriam vender o quadro, encontrado no painel da porta de um carro, por apenas 3,5 milhões de euros.

Duas outras pinturas já tinham sido devolvidas aos proprietários após uma investigação de quatro anos -- de codinome "Colete" -- envolvendo a polícia de Zurique especializada em crime organizado e as autoridades sérvias.

Em outubro passado, a polícia sérvia recuperou dois quadros de Pablo Picasso -- "Cabeça de Cavalo" e "Copo e Jarra" -- furtados em 2008 de uma galeria na cidade suíça de Pfaeffikon, perto de Zurique.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Entretenimento