Entretenimento

Museu de cera "esconde" genro suspeito do rei da Espanha

19/12/2011 17h50

MADRI (Reuters) - A família real espanhola perdeu um dos seus membros, ao menos no Museu de Cera de Madri.

A imagem do Duque de Palma, genro do rei Juan Carlos 2o e dirigente de uma ONG investigada por desvio de verbas públicas, saiu da ala destinada à realeza e foi pra a dos esportistas.

É que o Duque de Palma - cujo nome é Iñaki Urdangarin - jogou handebol pela seleção olímpica espanhola. A estátua dele também foi alterada, e agora exibe trajes esportivos.

Urdangarin nega qualquer irregularidade na gestão do Instituto Noos, mas fez um pedido público de desculpas pelo constrangimento que o caso provocou à família real, que o proibiu de ir a eventos oficiais.

Urdangarin é casado com a infanta Cristina, filha caçula do rei Juan Carlos e da rainha Sofia. Ele mora em Washington, capital dos EUA.

(Reportagem de Emma Pinedo)

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Entretenimento

Topo