Entretenimento

Escritor argentino Ernesto Sabato morre aos 99 anos

30/04/2011 15h00

Por Karina Grazina

BUENOS AIRES (Reuters) - O escritor argentino Ernesto Sabato, cujo romance "O Túnel" é considerado um clássico existencialista e que presidiu uma investigação sobre os crimes cometidos pelo governo militar do país, morreu neste sábado aos 99 anos de idade.

"A humanidade não pode viver sem heróis, mártires e santos", disse uma vez Sabato, intelectual conhecido como ativista incansável a favor da justiça e dos direitos humanos.

Sua morte foi noticiada pela mídia local.

Sabato escreveu três romances --"O Túnel", publicado em 1948, "Sobre Heróis e Tumbas", publicado em 1961 e "Abaddon, o Exterminador", de 1974.

Conhecido por sua careca, óculos escuros, bigode de escova e camisas de gola aberta, ele era visto como herói por muitos em sua terra natal.

Com o fim do governo militar argentino, Sabato decidiu presidir a Comissão Nacional dos Desaparecidos, que investigou o destino de dezenas de milhares de argentinos desaparecidos nas mãos dos militares --sequestrados, torturados e mortos.

Endeusado pela esquerda política, no entanto, Sabato rejeitava qualquer afiliação partidária.

(Por Stephen Brown)

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário do UOL. É grátis!

Mais Entretenimento

Topo