Entretenimento

Memoriais e merchandising marcam 70o aniversário de John Lennon

06/10/2010 16h48

Por Mike Collett-White

LONDRES (Reuters Life!) - O 70o aniversário do nascimento de John Lennon, no sábado, será lembrado em todo o mundo com memoriais, música e muito merchandising.

Yoko Ono, viúva de Lennon e guardiã de seu legado comercial e musical, vai liderar as homenagens a partir da Islândia, onde vai acender a Torre de Paz Imagine, em memória de Lennon, e tocar com Sean, o filho do casal.

Em Liverpool, a cidade onde Lennon nasceu, a primeira mulher do músico, Cynthia, e o filho dela e Lennon, Julian, devem inaugurar um monumento dedicado ao artista, financiado pela Iniciativa Global de Paz, que envolve artistas jovens.

"Nowhere Boy", filme sobre os primeiros anos de Lennon, antes de ele fazer fama e fortuna com os Beatles, chegará aos cinemas nos EUA na sexta-feira, e no sábado o documentário "LennonNYC" será exibido em Nova York, onde o ex-Beatle foi assassinado em 8 de dezembro de 1980.

O trigésimo aniversário de sua morte, aos 40 anos, deve lançar uma nova onda de Lennonmania, em dezembro.

"É um fenômeno de certo modo estranho, mas real: os Beatles provavelmente são mais populares hoje do que jamais foram", disse Jerry Goldman, diretor administrativo do Museu Beatles Story, em Liverpool, que vai guardar o novo monumento de 350 mil dólares.

"Lennon é o maior ícone dos Beatles. Mas suas atividades com Yoko em prol da paz talvez não contem tanto quanto a música", acrescentou ele.

"'Imagine' é um hino mundial, assim como o é 'Give Peace a Chance'. Sempre que pessoas se reúnem para protestar, você provavelmente as ouvirá cantando uma canção de Lennon. Mais que qualquer outra coisa, é a música, e ninguém chegou perto de Lennon nos últimos anos."

Poucos contestariam a influência musical de Lennon.

Como metade do duo principal de composição dos Beatles, ao lado de Paul McCartney, Lennon foi responsável por boa parte do catálogo da banda, incluindo sucessos fundamentais como "She Loves You", "I Want to Hold Your Hand" e "A Hard Day's Night".

Como artista solo depois que a banda se desfez, em 1970, Lennon criou canções como "Imagine" e tornou-se símbolo da oposição à Guerra do Vietnã.

Seu legado também representa grandes negócios. Críticos acusam Yoko Ono e outros de lucrar com sua memória e trair os ideais de um homem que cantou "imagine posses nenhumas".

Ono vem organizando o lançamento de um catálogo digitalmente remasterizado das obras de Lennon, incluindo oito álbuns de estúdio e vários títulos recém-compilados, pelo selo EMI Music.

A Montblanc produziu uma caneta relacionada a Lennon, enfeitada com safiras e diamantes e que está sendo vendida em lojas de luxo por nada menos de 27 mil dólares.

Ono defende sua decisão de autorizar o uso do nome de Lennon para promover produtos, dizendo que essa é a maneira mais eficaz de manter seu nome e música vivos na consciência pública.

E, em resposta a queixas feitas na Grã-Bretanha este ano, quando imagens de arquivo do cantor foram usadas em um anúncio de carro, seu filho Sean disse no Twitter: "Tendo acabado de ver o anúncio, percebo por que as pessoas estão furiosas. Mas a intenção não foi financeira, apenas querer manter Lennon vivo no mundo."

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Entretenimento

Topo