PUBLICIDADE
Topo

Críticas de Secom a Adnet são ironizadas por humoristas: 'Governo mimimi'

Marcelo Adnet foi criticado por esquete ironizando Mário Frias e campanha da Cultura - Reprodução/Globoplay
Marcelo Adnet foi criticado por esquete ironizando Mário Frias e campanha da Cultura Imagem: Reprodução/Globoplay

Do UOL, em São Paulo

05/09/2020 13h30

Humoristas brasileiros ironizaram, nas redes sociais, as críticas do secretário Mário Frias e da Secom (Secretaria Especial de Comunicação Social da Presidência da República) a Marcelo Adnet, motivadas por uma paródia feita pelo humorista no programa "Sinta-se Em Casa".

No vídeo, Adnet fazia alusão à campanha sobre "Heróis Brasileiros", lançada na quinta pelo governo, com peça que conta com atuação de Mario Frias. O secretário criticou o esquete, chamando o comediante de "frouxo", "sem futuro", "palhaço" e "bobão". Já a Secom afirmou que Adnet faz "pouco dos brasileiros".

Reagindo aos ataques, comediantes como Danilo Gentili apontaram que a reação só traz mais publicidade a Adnet, enquanto outros, como Maurício Meirelles, reclamaram do "mimimi" do governo.

Já Fabio Rabin relembrou participação recente de Adnet no "Roda Viva", onde Marcelo Tas questionou como um humorista podia se declarar de esquerda quando governos de países comunistas, como China e Cuba, reprimiam o humor.

O comediante Gregório Duvivier retuitou uma mensagem de conteúdo similar. Lembre mais do caso aqui.

Veja mais reações de humoristas ao embate entre Adnet e o governo.