PUBLICIDADE
Topo

The Weeknd se justifica por letras machistas: 'É um personagem'

The Weeknd afirmou ainda que sonha em escrever músicas para artistas mulheres - Divulgação
The Weeknd afirmou ainda que sonha em escrever músicas para artistas mulheres Imagem: Divulgação

Colaboração para o UOL, em São Paulo

25/08/2020 14h58Atualizada em 25/08/2020 15h58

Abel Tesfaye, mais conhecido como o cantor The Weeknd, se defendeu de críticas por trechos "misóginos" em suas canções. Capa da edição de setembro da Esquire, o artista afirmou que suas letras fazem parte de um "personagem" e não representam sua visão pessoal sobre as mulheres.

"É definitivamente um personagem. Quando você ouve algumas das coisas mais radicais, você pode perceber. Quer dizer, é complicado, porque sou eu cantando as palavras, é a minha composição, mas é como se você quisesse fazer as pessoas se sentirem de certa forma", explicou o canadense de 30 anos, questionado sobre a presença constante da palavra "vadia" em seus sucessos mais antigos, como a música "The Hills".

"Você quer que elas (as pessoas) fiquem com raiva, você quer que elas se sintam tristes. Você quer que elas sintam. Nunca é minha intenção ofender alguém", afirmou Abel. "Eu sou um escritor. Algumas vezes eu escrevo uma música que não está na minha cabeça. Eu escrevo para outra pessoa, mas acabo cantando a composição".

Na entrevista, o músico ainda contou que sonha em escrever um álbum inteiro sob a perspectiva de uma mulher, reafirmando que sua carreira como "The Weeknd" é a representação de um personagem.

"Eu quero escrever um álbum inteiro para uma artista feminina. Eu já tenho uma visão completa do The Weeknd. E eu acho que essa é a razão pela qual eu quero escrever para outra pessoa".

O próximo lançamento de The Weeknd já está marcado. "Over Now", parceria do artista com o DJ Calvin Harris, será liberada nas plataformas digitais na próxima sexta-feira (28).