PUBLICIDADE
Topo

Música

Skank fará live com repertório da turnê de despedida adiada pela pandemia

A turnê de despedida do Skank foi cancelada por causa da pandemia do novo coronavírus - Divulgação / Skank
A turnê de despedida do Skank foi cancelada por causa da pandemia do novo coronavírus Imagem: Divulgação / Skank

Do UOL, em São Paulo

31/07/2020 15h55

A pandemia do novo coronavírus adiou a turnê de despedida do Skank. A banda, que esperava parar as atividades por tempo indeterminado após os shows, mudou os planos e está se aventurando agora no universo das lives.

Em entrevista à CNN, Samuel Rosa contou que o repertório da próxima live da banda, inclusive, será semelhante ao que seria tocado na turnê interrompida. O show virtual será amanhã, às 20h, com transmissão no canal oficial do Skank no YouTube.

"Mais ou menos o que a gente tocaria nessa turnê de 30 anos; ou seja, cobrindo momentos importantes da nossa carreira", disse o vocalista.

Os shows cancelados pelo Brasil também trouxeram prejuízo à banda. No entanto, Samuel Rosa acredita que agora a prioridade é outra.

"Mas o que é esse prejuízo diante de gente que tá perdendo parentes queridos, vidas que estão sendo perdidas? Isso não é nada perto do que o Brasil vem sofrendo, a gente alcançando aí o número de 90 mil óbitos. Agora, todos os nossos esforços são para que a gente possa passar da melhor maneira possível, diminuindo essas mortes", considerou.

A live de amanhã não será a primeira do Skank. A estreia da banda mineira nesse novo formato aconteceu no dia 30 de maio. Para Samuel, essa é a maneira para manter os shows durante o período de distanciamento social.

"Tanto as lives quanto os drive-ins são agora o que a gente pode fazer para não ficar sem shows, pra não ficar sem entretenimento, da forma mais segura. Eu acredito muito nesse caminho do meio", afirmou.

O vocalista até contou que o Skank recebeu uma proposta para se apresentar no formato de drive-in, com o público dentro de carros, mas que negaram o convite por acharem "prematuro".

Volta do futebol no Brasil

Fã de futebol, Samuel Rosa também comentou sobre o retorno dos campeonatos de futebol no Brasil. Para o cantor, a retomada foi precipitada.

"No meu modo de entender, acho que foi até um pouco prematura essa volta do futebol. Como é prematura essa flexibilização no Brasil, na minha modéstia opinião", opinou.

Ainda assim, torcedor do Cruzeiro, o vocalista contou não deixar o fanatismo de lado nem com os jogos sem torcida.

"A gente tá acostumado a ver jogo de futebol em casa, tranquilo, sem aglomeração nenhuma e funciona bem também. Sendo gol do Cruzeiro, eu comemoro de qualquer jeito. Sendo na Série B, na Série A, eu to comemorando", brincou.

Música