PUBLICIDADE
Topo

Como Tom Cruise conseguiu aval para gravar filme no espaço com R$ 1 bilhão

Tom Cruise em "Missão Impossível: Efeito Fallout" - Instagram/tomcruise
Tom Cruise em "Missão Impossível: Efeito Fallout" Imagem: Instagram/tomcruise

Do UOL, em São Paulo

30/07/2020 17h02

O Deadline informou hoje um pouco mais sobre os bastidores do filme que Tom Cruise vai gravar na Estação Espacial Internacional — com orçamento de US$ 200 milhões, o que equivale a mais de R$ 1 bilhão.

Fontes disseram ao site que o ator (que também será produtor) fez uma videochamada com o diretor Doug Liman e o produtor-executivo Christopher McQuarrie. O trio bolou todo o filme mesmo sem ter um único roteiro pronto em mãos, e saiu para vender o produtor pensando já no poderoso orçamento.

via GIPHY

O Deadline indica ainda que o magnata da tecnologia Elon Musk, do Space X, será um parceiro do projeto — o aliado mais importante para a máquina funcionar neste caso. McQuarrie, que dirigiu os últimos filmes da saga "Missão: Impossível", servirá como consultor especial para o projeto.

Com toda essa equipe por trás, a Universal Pictures ficou interessada em fazer história em Hollywood com o primeiro filme gravado no espaço e está negociando para ser a distribuidora do projeto.

Com um orçamento deste, claro que o valor oferecido a Cruise é o maior: de US$ 30 milhões a US$ 60 milhões como ator e produtor (cerca de R$ 156 milhões a R$ 300 milhões), além de uma fatia da bilheteria.

via GIPHY

Os custos de US$ 200 milhões para produzir o longa podem aumentar ainda mais, dependendo do preço para rodar as gravações no espaço, o que nunca foi feito. Ainda não há roteiro para o filme e não se sabe o que já está finalizado.

Segundo a Variety, levará um tempo para desenvolver o roteiro, mas isso é positivo, já que Cruise tem duas sequências de "Missão: Impossível" para filmar antes de ir ao espaço.

Geek