PUBLICIDADE
Topo

Tyra Banks será a 1ª apresentadora negra de 'Dancing With the Stars'

Tyra Banks foi anunciada hoje como a nova apresentadora e produtora do programa "Dancing With the Stars" - Slaven Vlasic/Getty Images
Tyra Banks foi anunciada hoje como a nova apresentadora e produtora do programa "Dancing With the Stars" Imagem: Slaven Vlasic/Getty Images

Do UOL, em São Paulo

15/07/2020 18h11Atualizada em 15/07/2020 19h21

A ex-modelo e empresária Tyra Banks foi anunciada hoje como a nova apresentadora do programa "Dancing With the Stars" (Dançando Com As Estrelas, em tradução livre). Ela, que já apresentou programas como "America's Next Top Model" e "America's Got Talent" também será produtora-executiva da atração.

Em entrevista ao "Good Morning America", a atriz, que foi a primeira modelo negra a estar na capa da Sports Illustrated e no catálogo da Victoria's Secrets, se disse animada em apresentar uma atração ao vivo e comentou sobre ser a primeira mulher negra e primeira apresentadora solo na história do programa.

"Eu nunca nem imaginei isso. Eu gosto de quebrar essas barreiras para que nós negros não tenhamos mais essas primeiras vezes. Mas me sinto bem em ser a primeira e abrir a porta para que tantas outras pessoas possam vir depois de mim. Estou animada."

O anúncio foi feito um dia após a definição de que Tom Bergeron, apresentador do programa há 15 anos, não seria convidado para a 29ª temporada. "Tom montou um palco poderoso. E estou empolgada em continuar o legado e colocar meu chapéu de produtora executiva e anfitriã", afirmou Banks em anúncio conjunto com o canal ABC e o BBC Studios.

Em nota, Karey Burke, a presidente da ABC, não poupou elogios a Banks. "Tyra é um artista versátil e premiada, cuja coragem e influência feminina em muitos setores deixaram uma marca indestrutível".

Bergeron tinha divergências com a produção sobre convidados com carreira política, falando abertamente de sua discordância. Figuras como Sean Spicer, ex-secretário de imprensa da Casa Branca e diretor de comunicações do presidente do Estados Unidos Donald Trump, integraram o time de dançarinos em uma das temporadas.

"Podemos concordar em discordar, como fazemos agora, mas a decisão é deles", disse Bergeron no Twitter em agosto do ano passado.

Entretenimento