PUBLICIDADE
Topo

Batwoman: Criadora da série diz que não dará fim trágico a Kate Kane

Ruby Rose como Kate Kane em "Batwoman" - Divulgação
Ruby Rose como Kate Kane em 'Batwoman' Imagem: Divulgação

Do UOL, em São Paulo

10/06/2020 17h01

A criadora da série Batwoman, Caroline Dries, disse que não dará fim trágico para Kate Kane, como outros personagens gays já tiveram. Após a saída da atriz Ruby Rose do elenco, a protagonista da história será totalmente substituída na próxima temporada.

Hoje, em seu perfil no Twitter, Dries disse que não pretende fortalecer o chamado "Bury your gays" (enterre seus gays, em tradução livre), movimento que quando uma série ou filme dá finais trágicos a personagens gays.

"Como uma lésbica que tem trabalhado como roteirista pelos últimos quinze anos, estou muito ciente da tradição de 'Bury Your Gays' e não tenho nenhum interesse em participar disso. Por isso é importante para mim, como showrunner, que eu esclareça qualquer informação errada que circula por aí sobre Kate Kane e Batwoman. Como vocês, eu amo Kate Kane - ela é o motivo pelo qual eu quis fazer a série. Nunca vamos apagá-la", declarou a criadora.

Ela também explicou como pretende seguir a série: "Na verdade, seu desaparecimento será um dos mistérios da segunda temporada. Eu não quero revelar nenhuma de nossas surpresas, mas para todos os nossos fãs devotos, por favor saibam que a justiça LGBTQ+ está na alma de Batwoman, e eu não tenho nenhuma intenção em abandonar isso".

A previsão é que a segunda temporada de "Batwoman" chegue em janeiro de 2021 e terá uma nova personagem, Ryan Wilder, como a mulher-morcego.