PUBLICIDADE
Topo

Billie Eilish se revolta contra "All Lives Matter": "podem calar a boca?"

Cantora e compositora Billie Eilish chega ao tapete vermelho de premiação da Billboard em Los Angeles - MIKE BLAKE
Cantora e compositora Billie Eilish chega ao tapete vermelho de premiação da Billboard em Los Angeles Imagem: MIKE BLAKE

Do UOL, em São Paulo

30/05/2020 15h06

A cantora Billie Eilish se revoltou contra pessoas que usam o lema "All Lives Matter" (Todas as Vidas Importam) em reação ao movimento "Black Live Matter" (Vidas Negras Importam), que denuncia a morte de pessoas negras causada pelo racismo estrutural.

O "Black Live Matter" voltou aos termos mais mencionados nas redes sociais por causa dos protestos nos Estados Unidos após a morte de George Floyd. Um vídeo mostra que o negro de 40 anos morreu depois de ter sido imobilizado com um joelho sobre o pescoço durante uma violenta abordagem policial.

Em sua conta no Instagram, a cantora mais jovem da história a vencer o Grammy usou um discurso inflamado contra pessoas brancas que, segundo ela, usam o discurso de que "todas as vidas importam" porque preferem não enxergar os problemas raciais.

"Vocês podem calar a boca? Ninguém está dizendo que suas vidas não importam", disse.

Se todas as vidas importam, por que negros são mortos só por serem negros? Por que imigrantes são perseguidos? Por que brancos recebem oportunidades que outras raças não recebem?
Billie Eilish

No desabafo publicado neste sábado, a cantora de 18 anos não poupou críticas aos adeptos do "All Lives Matter" e usou diversos palavrões. Ela considera um ultraje que brancos tentem ignorar as questões raciais que levam à morte de negros e outros grupos historicamente discriminados.

Entretenimento