PUBLICIDADE
Topo

Sim, ainda vale a pena começar a ver 'The Handmaid's Tale'

Cena de "Handmaid"s Tale" - Reprodução/Hulu
Cena de 'Handmaid's Tale' Imagem: Reprodução/Hulu

Beatriz Amendola

Do UOL, em São Paulo

28/05/2020 12h15

Bendito seja o fruto! A terceira temporada de "The Handmaid's Tale" já está disponível no UOL Play e no Fox Premium e, a partir de hoje, chega também ao Globoplay.

Mas se você está há anos adiando para começar a série, calma! Ainda vale a pena começar a assistir agora (até porque a quarta temporada deve demorar a chegar, já que as gravações foram interrompidas pela pandemia de covid-19).

Ainda não está convencido? Tudo bem, temos alguns motivos aqui para você:

Ícone da cultura pop

"The Handmaid's Tale" já tem um lugar cativo na cultura pop. O uniforme vermelho das aias pode ser visto em cosplayers de eventos como a San Diego Comic-Con ou a CCXP (ou podia, em tempos pré-coronavírus) e em paródias feitas pelo Saturday Night Live e até pelo nosso Porta dos Fundos. Entender a referência é sempre bom, né?

História relevante

Baseada no livro "O Conto da Aia", de Margaret Atwood, a série mostra uma sociedade distópica em que um grupo paramilitar fundamentalista religioso tomou o governo americano e transformou os Estados Unidos em Gilead, um local em que as mulheres perderam todos os seus direitos (inclusive o de ler) e são relegadas apenas à reprodução.

A série é perturbadora, mas faz pensar por muitos de seus temas ainda serem, infelizmente, muito atuais, como a cultura de culpar vítimas de violência sexual, a mutilação genital e o assassinato de pessoas LGBTQ+. Isso explica muito porque os uniformes das aias têm sido usados, também, em protestos no Brasil e em outros lugares do mundo.

Série Handmaid's Tale inspira protesto pela descriminalização do aborto nos EUA - Heather Khalifa/The Philadelphia Inquirer via AP - Heather Khalifa/The Philadelphia Inquirer via AP
Série inspirou protesto pela descriminalização do aborto nos EUA
Imagem: Heather Khalifa/The Philadelphia Inquirer via AP

Mas a história também traz esperança e, aos poucos, vai mostrando a resistência dentro de Gilead.

Atuações incríveis

Outra coisa te garantimos: é difícil achar um outro elenco tão bom quanto o de "The Handmaid's Tale". Elisabeth Moss é impecável como a protagonista June, assim como Alexis Bledel, está maravilhosa em suas participações como a aia Emily.

Entre os vilões da história, Yvonne Strahovski, Joseph Fiennes e Ann Dowd também impressionam, respectivamente, como um casal da alta sociedade e uma das "tias" responsáveis por manter as aias dentro da linha dura do regime.

Prêmios e prêmios

Se nada disso for suficiente, fica a dica: a série é premiadíssima. Ela já ganhou 14 Emmys, incluindo um de melhor série dramática e vários para seu elenco, e dois Globos de Ouro. Poder, né?

Filmes e séries