PUBLICIDADE
Topo

Pluto completa 90 anos: curiosidades sobre o cãozinho da Disney

Mickey e Pluto em desenho dos anos 40 - Reprodução
Mickey e Pluto em desenho dos anos 40 Imagem: Reprodução

Do UOL, em São Paulo

25/05/2020 04h00

Além do Dia da Toalha, neste 25 de maio se comemora o aniversário de Pluto. O cãozinho criado por Walt Disney para servir de companhia ao Mickey Mouse completa 90 anos nesta segunda-feira. Para celebrar a data, o canal Disney Junior vai dedicar um bloco da programação para exibir os melhores episódios de Pluto e Mickey nas séries do canal a partir das 11h. Enquanto isso, listamos curiosidades sobre o personagem noventão.

Estreia duplicada

"No início dos anos 30, estávamos fazendo uma história em que Mickey Mouse escapou de uma gangue", explicou Walt Disney, referindo-se à animação "Gangue de Cadeias" (1930). "Precisávamos de um cão de caça. Pluto conseguiu o papel e se saiu tão bem que o usamos duas vezes". Sim, havia dois cães de caça no que é considerado o primeiro filme de Pluto. Deu tanto certo que o personagem passou a ser recorrente nas histórias do ratinho mais famoso do mundo.

Processo de adoção

No começo, Pluto apareceu como cão de Minnie e não de Mickey. Finalmente, em seu terceiro filme, "The Moose Hunt" (1931), o cão foi adotado de vez como bichinho de estimação de Mickey (que também é um bicho, mas enfim...). Para nomear o fiel escudeiro do rato, Walt procurou muitos apelidos dignos de vira-lata, incluindo Pal e Homer the Hound. Finalmente, muito provavelmente em homenagem ao planeta recém-descoberto (e que viria a ser "rebaixado" décadas depois), o produtor decidiu por Pluto, o Filhote.

Fala, Pluto, Fala

Os animadores de Pluto expressam a personalidade do cãozinho através de gestos, como mímica. No entanto, o público realmente ouviu Pluto soltar a voz em "The Moose Hunt" (1931). O que ele disse? "Beije-me!", para Mickey.

Em "Mickey's Kangaroo" (1935), os pensamentos do vira-lata mudo são expressos em alto e bom som. Mas, no geral, qualquer diálogo sobre Pluto tem sido uma voz interior do próprio cão, pois como o veterano animador de Pluto, Nick Nichols, explicou:

Geralmente mantivemos Pluto realmente como um cachorro. Ele não fala, exceto por um suspiro 'Sim! Sim!' e uma risada ofegante e rouca

Os pensamentos de Pluto

Mickey pode ter sido o primeiro personagem de desenho animado a transmitir personalidade, mas seu animal de estimação leal foi o primeiro pensador original nas telas. No longa "The Reluctant Dragon" (1941) Pluto senta sem querer em uma folha de papel-manteiga, levando a uma série de piadas, enquanto ele tenta descobrir o que está errado e como se libertar. Essa cena marcou uma das primeiras vezes que um personagem animado parecia estar realmente pensando.

via GIPHY

Pluto deu frutos

Em "Quin-Puplets" (1937), primeiro curta de animação estrelado oficialmente por Pluto, a família do cãozinho finalmente aparece. Pluto e Fifi são vistos como "o Sr. e Sra. Pluto", os pais de cinco mini-plutos fofíssimos.

Amizade com um pato

Pluto estrela vários episódios de Mickey Mouse, incluindo "Partido de Pluto" (1952) e "The Simple Things" (1953). Além disso, Walt juntou Pluto e o Pato Donald, pois sentiu que o ponto de vista do cãozinho funcionava bem com o temperamento bombástico de Donald. Eles estrelaram "Donald e Pluto" (1936), "Donald's Dog Laundry" (1940) e "The Eyes Have It" (1945). E o cão foi o único membro da gangue de Mickey a estrelar seu próprio desenho animado, "Silly Symphony, Mother Pluto" (1936).

Cão em quadrinhos

Pluto é favorito no mundo dos quadrinhos. Além de aparecer nas HQs do Mickey Mouse a partir de 1931, Pluto, o Filhote, foi exibido na página de quadrinhos do "Domingo da Sinfonia Silly", a partir de 1939. A primeira publicação em quadrinhos da Disney a apresentar material original estrelou o cão pioneiro: "Pluto Salva o Navio" foi originalmente impresso em 1942, co-escrito pela lenda da Disney Carl Barks.

Sempre bonzinho, Pluto foi recompensado com sua própria história em quadrinhos a partir de 1952, incluindo graphic novels elaboradas como "Pluto Joins The Circus" (1961), um épico de 30 páginas desenhado pelo mestre de Mickey e Pluto: Paul Murry. Esses quadrinhos foram publicados em todo o mundo em vários idiomas, incluindo italiano, alemão, sueco e grego.

Cão de guarda - literalmente

Pluto se preparou para o serviço militar junto com Mickey durante a Segunda Guerra Mundial. Membro da Patrulha da Guarda Costeira dos EUA, o cachorrinho defendia sua pátria em diversas animações. O filhote patriótico apareceu em aproximadamente 45 insígnias militares projetadas pela Disney.

Pluto ganha um cobiçado prêmio canino (e também um Oscar)

Em 1942, Pluto recebeu um "Boscar", por ser o ator de cães mais promissor daquele ano. Além disso, a animação "Me Dê Uma Pata" de fato ganhou o Oscar de Melhor Desenho Animado.

Estrela da TV

No início de sua série semanal na TV, Walt apresentou "A Story of Dogs" e este foi apenas o começo do melhor amigo de Mickey na tela pequena.

Entretenimento