PUBLICIDADE
Topo

Israelenses burlam quarentena em show contra o isolamento para 3 mil

Reprodução/Instagram
Imagem: Reprodução/Instagram

Do UOL, em São Paulo

22/05/2020 10h04

Israel teve ontem um evento musical que reuniu cerca de três mil pessoas, ainda que o país recomende isolamento social devido ao coronavírus. Segundo a Billboard, os organizadores aproveitaram brechas nas políticas do governo e realizaram o evento como forma de protesto, em uma das primeiras "aglomerações" vistas desde que o mundo enfrenta a pandemia.

O "Behind the Scenes: an Assembly of Solidarity" (Por trás das cenas: uma assembléia de solidariedade) teve presenças de artistas de rock, como Aviv Geffen, e pop, como Rita, e aconteceu no parque Charles Clore, em Tel Aviv.

O evento não foi divulgado oficialmente como um show, para aproveitar as brechas nas recomendações em curso no país, que permitem protestos.

O público teve recomendações de usar máscaras e manter distância de dois metros entre as pessoas - o que nem sempre se observa nas fotos do evento.

A equipe de produção que organizou o evento recebeu pelo trabalho, enquanto os artistas doaram o que lhes seria dado. "É tocante ver milhares de pessoas que vieram aqui, em um período de tanta psicose. Música é nossa oração", afirmou Geffen.

Israel tem, oficialmente, registro de 16.680 casos da covid-19, com 279 mortes relacionadas à doença. O país vive uma reabertura lenta e gradual, para retomar as atividades econômicas, inclusive no campo das artes e esporte. No entanto, isso não incluía a reunião de 3 mil pessoas na praça, já que os esforços são para que eventos menores passem a acontecer, sempre obedecendo recomendações da OMS.

Ver essa foto no Instagram

עצרת הזדהות עם תעשיית המוזיקה🎼 @behind_the_stage_il

Uma publicação compartilhada por Marva Sharon (@marvasharon) em

Ver essa foto no Instagram

זה בקרוב חברים... בקרוב :)

Uma publicação compartilhada por M. W (@dorwitern) em

Música