PUBLICIDADE
Topo

Estúdio reagenda filme estrelado por Russell Crowe para 1º de julho

Os Estúdios "Solstice" planejam ser os responsáveis pelo primeiro lançamento no cinema pós-quarentena. - Divulgação
Os Estúdios "Solstice" planejam ser os responsáveis pelo primeiro lançamento no cinema pós-quarentena. Imagem: Divulgação

Do UOL, em São Paulo

12/05/2020 17h42

O estúdio "Solstice" planeja ser o responsável pelo primeiro lançamento no cinema pós-reabertura das salas de exibição nos Estados Unidos. "Fúria Incontrolável", filme de suspense psicológico estrelado por Russell Crowe, teve sua estreia antecipada de 4 de setembro para 1º de julho. As informações são do site "Deadline".

"Quando idealizamos esse filme, eu imaginei que o fim de semana de 4 de julho e o Natal seriam os dois períodos de lançamento menos prováveis. Tínhamos definido em 4 de setembro e, em seguida, aconteceu a covid-19, e "Um Lugar Silencioso 2" saiu da data original e aterrissou em nosso encontro. Quando você está em uma lancha e um navio gigante está chegando, é melhor você se afastar. Observamos o resto do ano, outono/inverno e primavera de 2021. O cronograma de lançamento já estava lotado e, quando você considera todos os filmes que foram adiados, me fez pensar que talvez o ideal fosse lançar mais cedo ", disse Mark Gill, o CEO do "Solstice".

"Nossa primeira ligação foi para John Fithian, da NATO (Associação Nacional dos Proprietários de Cinema), cuja organização está em contato com os departamentos estaduais de serviços públicos, e se eles dissessem que não poderiam abrir os cinemas, teríamos desistido. Não queremos fazer nada que não seja seguro e guiado por especialistas".

"Ficamos convencidos de que cinemas suficientes estarão abertos por algumas semanas, reproduzindo filmes antigos e não novos. Este é um filme de orçamento relativamente modesto, com um orçamento de 33 milhões de dólares e, portanto, se ganharmos 30 milhões nas bilheterias, ficaremos bem.", concluiu Mark.

O lançamento de "Fúria Incontrolável" nos Estados Unidos coincidirá com a reabertura dos cinemas em países ao redor do mundo, incluindo Austrália, China, República Tcheca, Finlândia, Alemanha, Hong Kong, Holanda, Noruega, Polônia, Portugal, Coreia do Sul, Espanha, Suécia, Suíça e Taiwan - com vários outros países anunciando aberturas no final de junho ou julho.