PUBLICIDADE
Topo

Arkansas terá show de rock com máscaras, distanciamento e 20% do público

TempleLive, teatro e casa de shows em Fort Smith (EUA) - Divulgação
TempleLive, teatro e casa de shows em Fort Smith (EUA) Imagem: Divulgação

Do UOL, em São Paulo

11/05/2020 09h41

Na próxima sexta-feira, o estado do Arkansas, nos Estados Unidos, terá um dos primeiros shows com público no país desde o início da pandemia do coronavírus que matou mais de 100 mil norte-americanos. Travis McCready, conhecido por integrar o grupo de rock com influências de country e blues Bishop Gunn é quem se apresentará, mas com casa "vazia" e uso de máscaras obrigatório.

O show será no TempleLive, um teatro e casa de shows da cidade de Fort Smith, e ganhou muita notoriedade tanto pelo momento em que será realizado quanto pela tentativa de leitura quanto ao que esta apresentação representa no futuro do entretenimento.

Segundo a Billboard, é um dos primeiros registros de shows nos Estados Unidos em meio à pandemia e tudo acontecerá com regras para manter certo distanciamento social.

McCready vai se apresentar para um público que terá de manter distância de dois metros para outros grupos de pessoas. A Ticketmaster, que comercializa os ingressos, criou o que chamou de "fan pods", uma espécie de ilha, um local isolado para os grupos de pessoas que forem.

Hope to see ya there for this one!!! See @templelive for ticket!!

Uma publicação compartilhada por Travis McCready (@mccreadytravis) em

Além disso, foram colocados a venda 20% da capacidade do teatro: 229 entradas das 1.100 que seriam possíveis na totalidade do espaço. Quem compra os ingressos, pode escolher entre duas a 12 unidades, formando estas ilhas onde amigos e/ou familiares verão os shows mais proximamente uns dos outros - mas afastados do restante dos fãs.

Outras regras são a limitação a 10 pessoas por vez nos banheiros da casa e venda de bebidas pré embaladas e higienizadas. Os fãs terão a temperatura medida na entrada do local e haverá profissionais de limpeza limpando locais tocados pelos presentes.

Na segunda-feira (4), o governador de Arkansas, Asa Hutchinson, anunciou que shows e concertos em locais fechados seriam liberados a partir do dia 18 - depois, portanto do show de McCready. As recomendações do governador são para apresentações com público de não mais de 50 pessoas, respeitando regras de distanciamento social.

Mike Brown, da TempleLive, afirma que espera que a apresentação de McCready tenha sucesso e mostre ao governador como a reabertura da indústria de shows pode acontecer.

"Tivemos uma conversa com o departamento de saúde. O governador tem feito um grande trabalho. Se você é de uma igreja, não há restrições para quantas pessoas podem estar, contanto que elas sigam as recomendações dos órgãos de saúde. Então, em nossa opinião, não importa se você vai a um show ou a uma igreja. Na nossa opinião, isso é discriminatório", alegou Brown.