PUBLICIDADE
Topo

Roy Horn, ilusionista que sobreviveu a mordida de tigre, morre por covid-19

Roy Horn com o tigre Mantacore - Divulgação
Roy Horn com o tigre Mantacore Imagem: Divulgação

Do UOL, em São Paulo

08/05/2020 23h40

Roy Horn, da dupla Siegfried & Roy, duo de mágicos famoso por sua performance com animais e ilusionismo, morreu hoje, aos 75 anos, por complicações em decorrência da covid-19. Ele estava internado em um hospital em Las Vegas, nos Estados Unidos. A informação foi confirmada pelos site da Variety e pela rede de TV americana ABC.

Em 2003, Roy foi atacado por um tigre branco Mantecore durante uma apresentação com domadores de animais no hotel Mirage, em Las Vegas. Ele foi levado às pressas para o hospital, com uma severa hemorragia que lhe causou um derrame e sequelas, mas sobreviveu ao ataque.

"Hoje, o mundo perdeu um dos grandes nomes da magia, mas eu perdi meu melhor amigo", disse Siegfried em comunicado. "Desde o momento em que nos conhecemos, eu sabia que Roy e eu, juntos, mudaríamos o mundo. Não poderia haver Siegfried sem Roy, e Roy sem Siegfried".

"Roy foi um lutador a vida toda, inclusive durante esses dias finais. Dou meu sincero agradecimento à equipe de médicos, enfermeiros e funcionários do Mountain View Hospital que trabalharam heroicamente contra esse vírus insidioso que acabou tirando a vida de Roy", acrescentou.

Nascido em Nordenham, na Alemanha, Roy conheceu o mágico Siegfried, com quem viria a fazer dupla depois, enquanto trabalhava como mordomo em um navio de cruzeiro.

Entretenimento