PUBLICIDADE
Topo

Ação por perdão de Joe Exotic, de 'Tiger King', leva ônibus à Casa Branca

Ônibus personalizado para a campanha que perde o perdão de Joe Exotic, preso desde 2019 - Reprodução/Twitter
Ônibus personalizado para a campanha que perde o perdão de Joe Exotic, preso desde 2019 Imagem: Reprodução/Twitter

Do UOL, em São Paulo

05/05/2020 09h07

Os apoiadores do protagonista da série documental "Tiger King" ("A Máfia dos Tigres"), sucesso recente na Netflix, vão longe para tentar pleitear o perdão de Joe Exotic junto a Donald Trump. Segundo o site americano TMZ, eles personalizaram um ônibus para a campanha e vão dirigir até a Casa Branca com o objetivo de tentar impressionar o presidente.

O grupo apoiador de Joseph Allen Maldonado-Passage, nome real de Joe Exotic, se concentra em Fort Worth, no Texas. A federação no sul dos Estados Unidos é vizinha ao estado de Oklahoma, onde ficava o polêmico zoológico de Joe, retratado na série da Netflix. A distância até Washington DC, onde fica a Casa Branca, é de mais de 2.000 quilômetros.

A viagem para chamar a atenção de Trump é mais uma das ações da campanha que pede o perdão de Joe Exotic. Ele está preso desde o ano passado após ser condenado a 22 anos de reclusão por ter encomendado a morte da ativista de direitos animais Carole Baskin. O crime, porém, não foi concretizado porque o assassino de aluguel desistiu do plano.

Recentemente, Trump chegou a comentar em tom de brincadeira sobre o perdão. Durante uma entrevista que tinha como foco a pandemia do coronavírus nos Estados Unidos, o presidente americano disse que ia "dar uma olhada" no processo de Joe Exotic.

A viagem dos apoiadores do protagonista de "Tiger King" causa espanto por se dar em meio à crise do coronavírus no país americano e desrespeitar as recomendações de isolamento social. Os Estados Unidos já registraram quase 70 mil mortes por causa da covid-19 e somente ontem viram seus números diários iniciarem uma queda.

Não menos surreal é a história contada pela série protagonizada por Joe Exotic que faz sucesso na Netflix, tendo sido vista por mais de 34 milhões de lares nos Estados Unidos apenas nos dez primeiros dias na plataforma. O documentário conta a saga polêmica de Joe à frente de um zoológico particular conhecido por seus felinos selvagens.

A trama tem como pano de fundo várias teorias da conspiração e foca na rivalidade de Joe com a ativista Carole, que resultou no processo que o mantém preso desde 2019.