PUBLICIDADE
Topo

Música

Morre o compositor Aldir Blanc, por complicações do coronavírus, aos 73

Do UOL, em São Paulo

04/05/2020 08h33

Resumo da notícia

  • Aldir Blanc morreu aos 73 anos após luta contra o coronavírus
  • Informação foi confirmada pela assessoria do compositor
  • Blanc compôs clássicos como 'O Bêbado e a Equilibrista' e 'Amigo é Pra Essas Coisas'
  • Ele estava na internado no Hospital Universitário Pedro Ernesto (RJ) desde 10 de abril

O compositor Aldir Blanc, conhecido por músicas como "O Bêbado e a Equilibrista", eternizada na voz de Elis Regina, morreu na madrugada de hoje no hospital Hospital Universitário Pedro Ernesto, no Rio de Janeiro, após luta contra o coronavírus. Ele tinha 73 anos.

A notícia foi confirmada pela assessoria do compositor à Agência Brasil. Blanc foi internado em 10 de abril, com um quadro de pneumonia, pressão alta e infecção urinária. Uma semana depois, foi confirmada a infecção pelo novo coronavírus.

Parceiro de longa data de João Bosco, Blanc fez sucesso a partir dos anos 1970, ajudando a escrever canções como "Bala com Bala", "Mestre-Sala dos Mares", "De Frente Pro Crime" e "Caça à Raposa".

Famosa na gravação de Elis Regina, "O Bêbado e a Equilibrista" se tornou um dos hinos do declínio da ditadura militar e do período de Anistia.

Outros sucessos da carreira de Blanc incluem "Amigo é Pra Essas Coisas" (do MPB-4) e "A Viagem" (do Roupa Nova). Era também cronista, mais notavelmente no jornal "O Pasquim" — em 2006, reuniu seus melhores textos no livro "Rua dos Artistas e Transversais".

Música