PUBLICIDADE
Topo

Kanye West provoca sobre apoio a Trump: 'falaram que carreira ia acabar'

Rapper lembrou que seu último álbum foi um sucesso - Paul Beat/AP Photo
Rapper lembrou que seu último álbum foi um sucesso Imagem: Paul Beat/AP Photo

Do UOL, em São Paulo

15/04/2020 15h30

O rapper Kanye West vem há anos manifestando seu apoio ao presidente americano Donald Trump, ainda antes da eleição do então empresário e apresentador em 2016. E com o posicionamento sempre recebe intensas críticas. Agora, em novo ano eleitoral, ele resolveu provocar de volta.

"Com certeza vou votar desta vez. E sabemos em quem eu vou votar", disse West. "E não vou ouvir das pessoas ao meu redor e das pessoas que têm sua própria agenda que a minha carreira vai acabar, porque adivinhe: eu ainda estou aqui!", provocou o rapper em entrevista para a edição de maio da revista GQ, da qual estampa sua capa.

Apesar do posicionamento político, Kanye já admitiu anteriormente que não se registrou para votar na última eleição presidencial - nos Estados Unidos, o voto não é obrigatório. Mesmo assim, ele fez intensa campanha pelo republicano Trump na disputa contra a democrata Hillary Clinton.

Em 2018, ele afirmou que deixaria um pouco a política de lado para focar no processo criativo do seu novo álbum. O disco Jesus Is King foi finalmente lançado no final do ano passado e ficou na primeira posição das paradas americanas.

Kanye não esqueceu disso ao provocar seus críticos. "Jesus Is King foi número 1! Me disseram que minha carreira ia acabar se eu não estivesse com ela (Hillary)", lembrou o rapper.

As eleições americanas deste ano estão marcadas para novembro. O adversário de Trump será o democrata Joe Biden, ex-vice presidente durante os dois mandatos do democrata Barack Obama.