PUBLICIDADE
Topo

Diretor de novo Batman elogia 'Cavaleiro das Trevas' e 'Batman: o Retorno'

Heath Ledger como Coringa ganhou elogios de diretor do novo filme do Batman - Stephen Vaughan/ Warner Bros. Pictures/AP
Heath Ledger como Coringa ganhou elogios de diretor do novo filme do Batman Imagem: Stephen Vaughan/ Warner Bros. Pictures/AP

Do UOL, em Porto Alegre

08/04/2020 12h17

Matt Reeves, diretor de 'The Batman', novo filme do homem-morcego que tem previsão de estreia para 2021, elogiou duas versões do herói nos cinemas. Em entrevista ao site Nerdist, veiculada pelo Comic Book Movie, ele ainda falou sobre o novo longa.

"Penso que existem vários filmes incríveis do Batman e eu não quero fazer parte de uma longa linha em que o meu é apenas mais um. Acho que todos os filmes do personagem sempre foram bem diferentes um do outro", declarou Reeves.

E entre as várias versões do Batman, o diretor elogiou especialmente os filmes de 2008 (Batman: o Cavaleiro das Trevas) e 1992 (Batman: o Retorno)

"O Cavaleiro das Trevas é incrível. A performance do Heath Ledger e a concepção do Coringa são eternas. A batalha que ele trava com Batman/Bruce é incrível", disse. "Aquele filme é muito sobre a coisa horrível que é encarar esse abismo, a ideia de que não há nada que você possa fazer porque, até mesmo na destruição, você está cumprindo os objetivos dele [Coringa]. É uma noção terrível que fala com um aspecto da natureza humana e é muito profundo", completou.

"Amo Batman: o Retorno. Michelle Pfeiffer é incrível e está incrível no filme. É um longa muito bonito. Adoro as cenas do Pinguim, quando ele desce para o esgoto ainda bebê. É uma das coisas mais bonitas sobre o Tim Burton (diretor do filme). Quando faz o seu melhor, ele cria uma conexão com o fantástico que parece muito pessoal", elogiou.

Curiosamente, ambos são sequências. 'Batman: o Retorno' é sequência do filme 'Batman', de 1989. E 'Batman: o Cavaleiro das Trevas' é a continuação de 'Batman Begins', de 2005.

O novo filme, 'The Batman' tem estreia prevista para 25 de junho de 2021. No entanto não há confirmação se a crise ocasionada pela pandemia de coronavírus (covid-19) irá forçar alguma alteração.

Filmes e séries