PUBLICIDADE
Topo

Dolly Parton doa US$ 1 milhão para fundo de pesquisa do coronavírus

Dolly Parton doou para um fundo que pesquisa formas de cura da covid-19, doença causada pelo novo coronavírus - Cathal McNaughton/Reuters
Dolly Parton doou para um fundo que pesquisa formas de cura da covid-19, doença causada pelo novo coronavírus Imagem: Cathal McNaughton/Reuters

Colaboração para o UOL, em São Paulo

01/04/2020 16h30

Ícone da música country, a cantora Dolly Parton vai doar US$ 1 milhão (mais de R$ 5,2 milhões, pelo câmbio atual) para um fundo de pesquisa que busca encontrar formas de cura para a covid-19, doença causada pelo coronavírus que virou uma pandemia e já matou mais de 40 mil pessoas em todo o planeta.

A doação será feita para a Universidade de Vanderbilt, no Tennessee, estado americano onde Dolly nasceu. A cantora divulgou em seu perfil no Instagram que a contribuição surgiu após uma conversa com o médico e amigo Naji Abumrad, que faz parte do time de pesquisadores da instituição.

"Meu amigo de muito tempo, Dr. Naji Abumrad, que está envolvido com pesquisas em Vanderbilt por muitos anos, me informou que eles estão conseguiu avanços excepcionais na pesquisa pela cura do coronavírus. Eu estou fazendo uma doação de US$ 1 milhão para a Universidade de Vanderbilt, direcionada para essa pesquisa, e para encorajar outras pessoas que também podem fazer doações", escreveu Dolly na mensagem publicada na rede social, assinando com um recado de "mantenha a fé".

A atriz Reese Witherspoon deixou uma comentário elogiando a cantora. "Dolly, você nunca para de me surpreender com sua generosidade e um espírito incrível", escreveu.

❤️

Uma publicação compartilhada por Dolly Parton (@dollyparton) em

Música