PUBLICIDADE
Topo

Ator é preso pelo FBI por promover 'cura' para coronavírus na internet

O homem de 53 anos foi acusado de tentar cometer fraude eletrônica, crime que pode render até 20 anos de reclusão - Nastasic/iStpck
O homem de 53 anos foi acusado de tentar cometer fraude eletrônica, crime que pode render até 20 anos de reclusão Imagem: Nastasic/iStpck

Do UOL

29/03/2020 16h40

O ator Keith Middlebrook foi preso pelo FBI na última quarta-feira (25) suspeito de promover a cura para o coronavírus na internet, informou o site The Hollywood Reporter.

O homem de 53 anos foi acusado de tentar cometer uma fraude eletrônica, crime que pode render até 20 anos de reclusão.

Ele teria alegado diversas vezes, nas redes sociais, ter desenvolvido a "cura com patente pendente" para o vírus. Só no Instagram, Midlebrook conversava com 2,5 milhões de seguidores e pedia ajuda para encontrar um investidos para a fraude.

"Eu desenvolvi a cura para o coronavírus. O paciente de Los Angeles testado positivo para covid-19 levantou e saiu do hospital horas após minha injeção", disse Middlebrook, por e-mail, a um possível investidor que colaborou com o FBI na investigação.

De acordo com o IMDb, Midlebrook teria feito participações em filmes da Marvel como Homem de Ferro 3 e Thor.

Entre os comentários do ator acerca da falsa descoberta, ele dizia que o jogador de basquete Earvin "Magic" Johnson fazia parte do conselho de sua empresa. O atleta dos Lakers disse ao The Hollywood Reporter que nunca conheceu Midlebrook.

Entretenimento