PUBLICIDADE
Topo

Barrados no Baile: atriz usa câncer para tentar ganhar ação, diz seguradora

Shannen Doherty - Earl Gibson III/Getty Images
Shannen Doherty Imagem: Earl Gibson III/Getty Images

Do UOL, em São Paulo

05/02/2020 18h21

A State Farm acusa a atriz Shannen Doherty, que ficou conhecida como a personagem Brenda na série Barrados no Baile, de "usar" sua condição terminal para tentar ganhar mais dinheiro da companhia de seguros.

Ontem, ela contou que novamente terá que lutar contra um câncer que já se encontra no nível 4. Há três anos, ela anunciou que um tumor nos seios havia entrado em remissão após tratamento.

A revelação, segundo ela, foi antecipada porque a informação se tornaria pública em questão de dias por causa de um processo que move contra a State Farm após sua casa ser destruída por um incêndio.

Segundo a seguradora, em documentos oficiais analisados pelo TMZ, a atriz "afirma indevidamente que tem o direito de reconstruir toda a sua casa a um custo de US$ 2,7 milhões, porque ela tem câncer de mama e doença pulmonar obstrutiva crônica".

Ainda na ação, a empresa declara que "a primeira frase da declaração de Shannen revela seu plano dentro do processo de obter simpatia ao dizer que a State Farm deve reconstruir sua casa inteira".

A seguradora disse também que gastou mais de US$ 1 milhão por conta do incêndio, o que inclui restauração, limpeza profissional e uma casa alugada temporariamente para a atriz por um ano.

Ontem, a advogada de Doherty ressaltou que ela não pode viver "seus anos restantes pacificamente em sua casa" porque a State Farm ainda está discutindo com ela sobre o custo dos reparos em sua casa após o incêndio.

Doherty disse que trabalhou na regravação de Barrados no Baile no ano passado em meio a seus problemas de saúde. Chorando, ela disse que decidiu se juntar ao elenco em parte para prestar homenagem ao falecido Luke Perry e ser um exemplo para outros que lutam contra o câncer.

"Eu pensei ... as pessoas podem olhar para isso e dizer: 'Oh meu Deus, sim. Ela pode trabalhar e outras pessoas no estágio 4 também podem trabalhar.' Nossa vida não termina no minuto em que obtemos esse diagnóstico ", acrescentou.