PUBLICIDADE
Topo

Skank retornar no futuro é "inevitável", diz Samuel Rosa

29.dez.2017 - Samuel Rosa, do Skank, agita o público do Festival Virada em Salvador - André Muzell/Brazil News
29.dez.2017 - Samuel Rosa, do Skank, agita o público do Festival Virada em Salvador Imagem: André Muzell/Brazil News

Do UOL, em São Paulo

02/02/2020 07h46

Resumo da notícia

  • Samuel Rosa definiu um futuro retorno do Skank como "inevitável"
  • Banda, que anunciou separação para o final do ano, compareceu ao Altas Horas ontem
  • “A gente não está chamando de fim. (...) É o término de um ciclo", contou o vocalista

Samuel Rosa avisou aos fãs para dizer "até logo", e não "adeus", ao Skank. Após o anúncio da separação, em novembro do ano passado, a banda compareceu ao Altas Horas de ontem e tranquilizou os espectadores.

"A gente não está chamando de fim, porque tenho plena convicção que vamos continuar como sempre foi, a nossa relação de carinho e respeito um pelo outro. Tenho certeza que o Skank vai retomar e fazer outras coisas pela frente", contou o vocalista.

"É o término de um ciclo. Acho que o Skank ainda tem coisa a apresentar. Acho que, por mais paradoxal que possa parecer, esse hiato vai contribuir muito para a longevidade do Skank", disse ainda, repetindo ponto que fez no programa Conversa com Bial em dezembro.

"Cada um vai buscar caminhos individuais, vai aprender muita coisa e trazer muita coisa nova no momento desse reencontro inevitável", concluiu.

Antes da separação,o Skank fará turnê pelo Brasil para celebrar a carreira. "São quase 30 anos de banda, completaria no ano que vem, em 2021. É um ano de celebração", disse Samuel Rosa.

Rock