PUBLICIDADE
Topo

Eminem surpreende e lança álbum Music to Be Murder By; ouça

O rapper americano Eminem - Divulgação
O rapper americano Eminem Imagem: Divulgação

Do UOL, em São Paulo

17/01/2020 07h28

O rapper Eminem não avisou ninguém e, nesta madrugada, surpreendeu com o lançamento de seu 11º álbum: Music to Be Murdered By - em tradução livre, algo como música para ser assassinado.

O disco tem 20 faixas, com mais de uma hora de duração no total, e ainda conta com participações especiais. Ed Sheeran aparece em Those Kinda Nights e outros nomes são Skylar Grey, Juice WRLD - que morreu em dezembro - e Young M.A entre outros.

Eminem anunciou a novidade em seu Twitter, em um post com uma das versões da capa do disco e a legenda: "É o seu funeral". Seu disco mais recente havia sido Kamikaze, de 2018.

A capa é uma alusão a Alfred Hitchcock, que tem um álbum com o mesmo nome. Uma faixa chamada Alfred, de 30 segundos, tem a voz do diretor.

O disco já estreou com uma controvérsia, por conta de uma letra: Unaccommodating faz referências ao ataque a bomba em um show de Ariana Grande, em Manchester, Inglaterra. "But I'm contemplating yelling 'Bombs away' on the game like I'm outside of an Ariana Grande concert waiting" (Mas estou pensando em gritar 'bomba', como se estivesse do lado de fora de um show de Ariana Grande). Na ocasião, 22 pessoas morreram do lado de fora de um estádio, em 2017.

No Twitter, houve quem chamou o verso de "nojento" e quem tenha defendido Eminem, dizendo que Ariana já chegou a perdoar um namorado por fazer piada com o incidente.

Por outro lado, a faixa Darkness leva ao festival em Las Vegas, em 2017, em que um atirador matou 58 pessoas. Eminem defende o controle na posse de armas nos Estados Unidos, em oposição ao presidente Donald Trump.

Darkness foi a faixa escolhida para ganhar o primeiro clipe do álbum:

Rap gringo