PUBLICIDADE
Topo

Globo de Ouro


Sam Mendes surpreende e leva Globo de Ouro de diretor por 1917

O diretor Sam Mendes no 77ª Globo de Ouro - Alberto E. Rodriguez/Getty Images
O diretor Sam Mendes no 77ª Globo de Ouro Imagem: Alberto E. Rodriguez/Getty Images

Beatriz Amendola

Do UOL, em São Paulo

06/01/2020 00h14

Em uma das muitas surpresas do Globo de Ouro, Sam Mendes foi premiado como o melhor diretor da noite por seu trabalho em 1917, superando Martin Scorsese (O Irlandês), Quentin Tarantino (Era Uma Vez Em... Hollywood), Todd Phillips (Coringa) e Bong Joon-ho (Parasita).

Dizendo-se surpreso com o resultado, Mendes iniciou seu discurso com uma homenagem a Scorsese, dizendo que "não há diretor que não esteja à sombra" do veterano.

1917, que tem estreia marcada para o dia 23 no Brasil, conta a história de dois soldados que, durante a Primeira Guerra Mundial, têm de atravessar territórios inimigos para entregar uma mensagem que tem o potencial de salvar várias vidas.

Errata: o texto foi atualizado
Diferentemente do publicado em uma versão anterior do texto, 1917 estreia no Brasil em 23 de janeiro, e não em fevereiro. O erro já foi corrigido.

Globo de Ouro