Topo

Entretenimento


Netflix tira stand-up do catálogo após humorista ser acusado de assédio

John Crist, durante show de stand-up -  Jason Davis/Getty Images
John Crist, durante show de stand-up Imagem: Jason Davis/Getty Images

Do UOL, em São Paulo

07/11/2019 20h28

A Netflix não vai mais colocar em seu catálogo um stand-up do comediante John Crist, que é acusado de assédio por diferentes mulheres. A informação é da revista The Hollywood Reporter.

O especial estava programado para entrar na Netflix dos Estados Unidos no dia de Ação de Graças, em 28 de novembro. Porém, a página do stand-up foi retirada do ar.

Ontem, o site Charisma News publicou os perfis de cinco mulheres que acusam Crist de "oferecer ingressos de seus shows em troca de favores sexuais". Uma delas ainda disse que ele a agarrou e tentou beijá-la a força.

Crist cancelou seus shows até o fim do ano e afirmou, em nota, que está focado em "ficar saudável espiritual, mental e fisicamente".

"Nos últimos anos, várias mulheres me acusaram de ter um comportamento prejudicial a elas. Embora eu não seja culpado de tudo que fui acusado, eu confesso que sou culpado por tratar alguns relacionamentos de forma imprudente", disse o humorista.

"Meu comportamento foi destrutivo. Pequei contra Deus, contra as mulheres e as pessoas que mais amo. Violei minhas próprias crenças, convicções e valores cristãos e magoei muitas pessoas. Eu me desculpo pela mágoa e dor que causei a essas mulheres e continuarei a buscar o perdão delas", finalizou.

Entretenimento