Topo

Filmes e séries


Dia do Professor: 7 mestres inspiradores da ficção que todos gostaríamos de ter

Elenco da série catalã Merlí - Divulgação
Elenco da série catalã Merlí Imagem: Divulgação

Do UOL, em São Paulo

15/10/2019 04h00

Eles costumam sofrer com alunos, com condições adversas de trabalho e muitas vezes são muito mal remunerados, especialmente se precisam lecionar na rede pública brasileira. Mas merecem todas as homenagens.

Para marcar o Dia do Professor, celebrado hoje, selecionamos sete mestres heroicos de ficções recentes, que valem a pena conhecer e que muito provavelmente vão te fazer querer ser uma pessoa melhor. O mundo seria outro se houvesse mais profissionais como eles.

Merlí Bergeron (Francesc Orella)

Divulgação
Imagem: Divulgação

Merlí Bergeron, que dá título à série catalã Merlí, da Netflix, é um professor de filosofia que usa de métodos pouco ortodoxos de ensino e, por isso, divide opiniões de alunos, professores e famílias. Polêmicas à parte, ele sabe inspirar incentivando os alunos a pensarem livremente e aproximando a teoria filosófica do cotidiano dos adolescentes. A série, em si, já é uma aula: cada episódio é baseado nas ideias de um pensador ou escola filosófica, como os peripatéticos, Sócrates, Aristóteles, Nietzsche e Schopenhauer.

Laerte dos Santos (Lázaro Ramos)

Lázaro Ramos em Tudo que Aprendemos Juntos - Divulgação
Lázaro Ramos em Tudo que Aprendemos Juntos
Imagem: Divulgação

Baseado na peça Acorda Brasil, o filme Tudo que Aprendemos Juntos (2015) conta a inspiradora história de Laerte, um violinista frustrado que leciona em uma escola pública da periferia de São Paulo. Lá, ele tem gratas surpresas e descobre um garoto de incrível talento que, a partir da música, consegue desvencilhar-se das garras da violência e do tráfico. Com a dedicação do professor, o projeto cresce e acaba desencadeando na criação da famosa Orquestra Sinfônica de Heliópolis. Uma lição de inspiração.

Erin Gruwell (Hilary Swank)

Reprodução
Imagem: Reprodução

Em Escritores da Liberdade (2007), Hilary Swank interpreta uma jovem professora que começa a dar aulas em uma escola pobre, cercada de agressividade, violência e tensões raciais. Para superar o cenário adverso, ela decide criar um inovador projeto de leitura e escrita, em que os alunos podem registrar e compartilhar em cadernos o que quiserem sobre suas vidas. Aos poucos, ela consegue estabelecer um forte elo entre os alunos, sociedade e a si própria, incentivando valores de tolerância, respeito e identificação mútua, mesmo em situações adversas. É um filme essencial para 2019.

François Marin (François Bégaudeau)

Divulgação
Imagem: Divulgação

Ele trabalha como professor de língua francesa em uma escola de ensino médio na periferia de Paris e tem a árdua tarefa de estimular seus alunos, vítimas do descaso social, indisciplina e graves problemas estruturais de educação. Mote do filme Entre os Muros da Escola (2008), sua jornada de troca é surpreendente e transformadora. Um detalhe: escritor na vida real, o próprio François Bégaudeau escreveu o livro homônimo que originou o longa, que tem elenco formado por não atores e foi premiado com a Palma de Ouro, prêmio de maior prestígio do Festival de Cannes.

Stacey Bess (Emily VanCamp)

Divulgação
Imagem: Divulgação

A história real de Além da Sala de Aula (2011) é edificante. Em 1987, Stacey Bess (Emily VanCamp), uma jovem professora e mãe de dois filhos, investe no desafio de ensinar crianças de rua em uma escola sem nome, improvisada em um abrigo. Com apoio do marido, ela supera inseguranças e preconceitos para dar a elas a educação e a transformação que merecem. Trata-se de mulher inspiradora, que não mede esforços para alcançar seu objetivo e que provavelmente vai fazer você querer ser uma pessoa melhor.

Dan Dunne (Ryan Gosling)

Divulgação
Imagem: Divulgação

Problemático professor secundarista do filme Half Nelson - Encurralados (2006), Dunne trabalha em uma vizinhança pobre no Brooklyn e, desiludido com a profissão, decide descumprir o currículo padrão da escola. Como admirador da dialética, ele opta por incentivar os alunos a pensar por contra própria, estudando, entre outros temas abrangentes, os direitos alcançados com a Guerra Civil americana. Ele é viciado em cocaína e acaba sendo pego por uma de suas alunas, o que dá início a uma relação amizade, superação e autoconhecimento.

Melvin B. Tolson (Denzel Washington)

Reprodução
Imagem: Reprodução

Baseado em uma história real, O Grande Desafio (2007) acompanha o professor americano Melvin B. Tolson, treinador da equipe de debates de uma escola de estudantes predominantemente negros. Na década de 1930, quando gangues de linchadores apavoravam a população afro-americana, ele tinha o sonho de colocar seus alunos em pé de igualdade com os brancos sulistas. A empreitada antirracista é tão bem-sucedida que seus alunos chegam a debater com os da Universidade de Harvard, ajudando a revolucionar os pensamentos estudantil e social de seu tempo.

Filmes e séries