Topo

Sorocaba relembra rejeição a Luan Santana: "Homens mostravam o dedo"

Sorocaba e Luan Santana - Reprodução/Instagram/sorocaba
Sorocaba e Luan Santana Imagem: Reprodução/Instagram/sorocaba

Do UOL, em São Paulo

27/09/2019 19h11

O cantor Sorocaba, da dupla com Fernando, relembrou o início difícil de Luan Santana, que foi empresariado por ele nos primeiros anos da carreira. O sertanejo, que compôs Meteoro e outros sucessos, disse em entrevista que Luan foi rejeitado por homens quando ganhou fama nacional.

"Quando começou, existia uma rejeição tremenda contra ele. Quando Fernando & Sorocaba estava nas férias médias, com Bala de Prata, colocávamos o Luan no palco para fazer duas, três músicas e a rejeição era total. As menininhas ficavam piradas. [Ouvimos] vaia e, às vezes, homens mostravam o dedo. 'Tira daí!'. Ali enxergava que ele estava incomodando e pensei: 'Isso vai virar verão'", afirmou Sorocaba em entrevista ao youtuber Dudu Purcena.

Sorocaba também foi questionado sobre uma das fases mais lucrativas e, ao mesmo tempo, difíceis do sertanejo, entre 2011 e 2013, quando o gênero foi "tomado" por músicas com onomatopeias e versos sem significado, como Eu Quero Tchu, Eu Quero Tcha"(João Lucas & Marcelo), Balada (Gusttavo Lima, do verso "Tche tcherere tche tche") e Tô Passando Mal (Fernando & Sorocaba), do verso "Ta ta ta ta". O cantor se considera "culpado" pela "crise" criativa do estilo musical nesta época.

"(Tô Passando Mal) eu coloquei no álbum sem grandes pretensões, e ela acabou ganhando corpo. Às vezes, o artista é pressionado por quem está em volta, e o time apontou para essa música. Só que abriu porta para 'Tche tcherere', 'tchu tcha tcha'. concordo que esta foi a precursora das músicas que hoje são duras de ouvir", brincou o cantor.

Sertanejo