Topo

Música


Taylor Swift não aguenta mais comentar briga com Kanye West: "Cansei disso"

Taylor Swift Rolling Stones - Divulgação/Rolling Stones
Taylor Swift Rolling Stones Imagem: Divulgação/Rolling Stones

Colaboração para o UOL

18/09/2019 13h33

Taylor Swift, que anunciou que vem ao Brasil ano que vem, é a capa e o recheio da edição de outubro da Rolling Stones. Em entrevista à revista, a cantora relembrou a polêmica que envolve o Kanye West, desde a premiação da MTV, em 2009, até o lançamento da música Famous, em 2016.

Dez anos depois e a briga dela com o rapper ainda dá o que falar. A primeira treta deles aconteceu durante o Video Music Awards, quando Kanye subiu ao palco enquanto Taylor recebia o prêmio de Melhor Videoclipe Feminino. Na época, ele se revoltou e disse que a Beyoncé era a grande merecedora e não Swift. Esse foi apenas o começo do ainda estava por vir.

O clima voltou a esquentar em 2016, quando Kanye West lançou Famous, parte do disco The Life of Pablo. Na faixa, ele canta "eu fiz aquela vadia famosa" se referindo ao incidente do VMA. E, em outro trecho, ele diz: "eu sinto que eu e Taylor ainda podemos fazer sexo".

Na época, Taylor disse que não autorizou essa citação na música e Kim Kardashian expôs uma ligação telefônica, que dava a entender que a cantora tinha ciência da letra de Famous.

"Alguns eventos aconteceram para me irritar quando ele me chamou de vadia. Esse não foi apenas um acontecimento isolado. Basicamente fiquei cansada da dinâmica entre ele [Kanye] e eu. E isso não foi baseado no que aconteceu naquela ligação e com a música. Foi uma reação em cadeia", explicou a cantora à Rolling Stones.

"Eu senti que havíamos nos reconectado [após o VMA 2009], o que foi ótimo para mim - porque tudo o que eu sempre quis em toda a minha carreira, depois do que aconteceu em 2009, foi que ele me respeitasse", disse. Ela ainda afirmou que chegou a jantar e sair com Kanye West depois dos eventos do VMA e que ele apoiava sua música.

No entanto, as coisas mudaram no VMA 2015, quando Taylor deu à Kanye o prêmio de artista Vanguarda. "Então, eu escrevi um discurso e quando chegamos ao VMA, eu faço o discurso e ele grita 'a MTV trouxe Taylor aqui para me apresentar esse prêmio pela audiência'. E eu estava na plateia de braços dados com a esposa dele e um calafrio me correu pelo meu corpo. Eu percebi que ele é duas caras. Que quando ele quer ser legal comigo atrás das câmeras, ele é, mas quando ele quer parecer descolado, vai na frente de todo mundo e fala merda", desabafou.

Após esse advento, West chegou a se desculpar com a cantora e Swift acreditou que esse era o momento de superar as diferenças entre eles de uma vez. Mas novamente, ela foi surpreendida por mais uma atitude desagradável dele.

"Então, quando ele liga, eu fico tão emocionada achando que ele iria me respeitar e ele me fala sobre essa frase da música", explicou Swift em relação ao telefonema sobre a faixa Famous.

"Quando ouvi a música, fiquei tipo, 'Eu cansei disso. Se você quer ficar em maus termos, vamos ficar em maus termos, mas seja sincero. E então ele literalmente fez a mesma coisa com Drake. Ele afetou gravemente a trajetória da família de Drake e suas vidas. É a mesma coisa. Ele se aproxima de você, ganha sua confiança, detona você. Eu realmente não quero mais falar sobre isso porque eu fico eufórica e não quero falar de coisas negativas o dia todo."

O primeiro álbum de Swift após a ligação de West foi o Reputation, de 2017, onde ela traz uma referência ao ocorrido na letra de Look What You Made Me Do. "Sinto muito, a antiga Taylor não pode atender agora. Por quê? Porque ela está morta", diz a cantora na faixa. Inclusive, no clipe do single, ela mostra sua transformação ao longo dos anos colocando diversas Taylors em cena.

"Foi definitivamente apenas um momento divertido no estúdio com Jack [Antonoff], onde eu queria brincar com a ideia de um telefonema - porque foi assim que tudo isso começou, com um telefonema estúpido que eu não deveria ter atendido", contou. "Há uma parte de mim que definitivamente sempre será diferente. Eu precisava crescer de várias maneiras. Eu precisava impor limites, descobrir o que era meu e o que era do público", refletiu Taylor sobre sua situação com Kanye West.

Mais Música