Topo

Filmes e séries


Como Morena Baccarin foi de Gotham para Sessão de Terapia, sua primeira série no Brasil

Morena Baccarin está na quarta temporada de Sessão de Terapia - Divulgação
Morena Baccarin está na quarta temporada de Sessão de Terapia
Imagem: Divulgação

Beatriz Amendola

Do UOL, em São Paulo

30/08/2019 04h00

Com produções como Deadpool, Gotham e Homeland no currículo, Morena Baccarin, brasileira que mora desde os 7 anos nos Estados Unidos, já tem uma carreira mais do que consolidada em Hollywood. Mas só agora, aos 40, ela pôde realizar um sonho antigo: atuar no Brasil.

Nesta sexta, Morena estreia em Sessão de Terapia, que retorna para a sua quarta temporada no Globoplay, o serviço de streaming da Globo. Ela interpreta Sofia, a supervisora do novo terapeuta, Caio, vivido por Selton Mello. O ator, que já era diretor da série, pulou para o protagonismo por conta da impossibilidade de trazer Zécarlos Machado, agora contratado da Record, novamente como Theo.

A continuação da série, em hiato desde 2014, veio em um timing perfeito para Morena, que havia acabado de gravar a última temporada de Gotham, série em que interpretou a Dra. Leslie Tompkins. Cinco anos atrás, em 2014, a atriz quase se tornou a protagonista da minissérie Dupla Identidade, de Glória Perez, mas teve de recusar o papel por conta de conflitos de agenda.

"Estava tentando há muito tempo mesmo, anos", disse Morena em conversa com jornalistas durante as gravações da série, em janeiro. "Quase que deu para a gente trabalhar uma vez, mas o cronograma era difícil. Com Gotham foram cinco temporadas, e cada uma é de nove meses por ano, então não dá para colocar um trabalhinho no meio. Gotham terminou, isso surgiu, e foi a hora certa".

Selton Mello e Morena Baccarin em cena da quarta temporada de Sessão de Terapia - Divulgação
Selton Mello e Morena Baccarin em cena da quarta temporada de Sessão de Terapia
Imagem: Divulgação

Ajudou muito o fato de Selton e Morena serem amigos há anos. Os dois se conheceram quando o ator foi aos Estados Unidos em 2011 para promover seu filme O Palhaço, pré-candidato brasileiro ao Oscar de melhor filme estrangeiro. "A gente se deu superbem, mantivemos uma amizade", lembrou o ator. "No jogo do 7 x 1 [Brasil e Alemanha na Copa do Mundo de 2014], eu estava na casa dela. O filhinho dela era bem bebezinho. A gente ia brincar com o menininho, e era gol da Alemanha".

Morena já era fã de In Treatment, série americana que, assim como Sessão de Terapia, é baseada na israelense BeTipul. Por isso, ela não hesitou ao receber a proposta do amigo. "É uma honra meu primeiro trabalho no Brasil ser nas mãos do Selton e ser esse programa. Quando ele me mandou o roteiro, não tive dúvidas de que tinha que fazer".

Português e preparação por Skype

Selton Mello e Morena Baccarin na nova temporada de Sessão de Terapia - Divulgação
Selton Mello e Morena Baccarin na nova temporada de Sessão de Terapia
Imagem: Divulgação

Atuar em português foi uma preocupação para Morena. "Você esquece [a língua]. Eu penso em inglês, sonho em inglês, fui alfabetizada em inglês. Eu só falo em português com a minha mãe no telefone, de vez em quando. É mais um trabalho de estar aqui, de escutar a língua, de ficar no ritmo, de pensar em português", contou, recebendo elogios de Selton: "Está excelente. Morena está arrasando como Sofia".

A atriz gravou sua participação rapidamente, ao longo de uma semana entre janeiro e fevereiro, em um estúdio da zona oeste de São Paulo. Por isso, ela e Selton investiram bastante na preparação por videoconferência. "Como essa série é um de frente para o outro, falando, o trabalho por Skype foi OK, tinha a ver [com a história]", explicou o ator e diretor.

Para Morena, o processo de preparação foi essencial para seu desempenho. "Eu li muito os roteiros. Todo dia, batia texto e estudava. Queria estar muito confortável, já decorada, bem com o português e com as intenções da personagem. Queria saber exatamente quem ela era".

A sensação de estrear seu primeiro trabalho no Brasil, segundo a atriz, é a de "ir para casa". "Estou indo onde nasci para trabalhar. Estou com um pouco de medo de desapontar as pessoas, [mas a expectativa] é de querer fazer, claro, um bom trabalho no meu país".

Por enquanto, Morena não tem outro trabalho em vista no Brasil. Para 2020, ela tem em vista o longa de ação Waldo, em que contracena com Mel Gibson e Charlie Hunnam, e o filme de desastre Greenland, ao lado de Gerard Butler.