Topo

Filmes e séries


Radiologista troca carreira na medicina para ser atriz pornô

Silvia Sage trocou carreira como radiologista para trabalhar como atriz pornô - Gabe Ginsberg/Getty Images
Silvia Sage trocou carreira como radiologista para trabalhar como atriz pornô Imagem: Gabe Ginsberg/Getty Images

Do UOL, em São Paulo

27/08/2019 17h23

A atriz pornô Silva Saige analisou a escolha que fez de trocar seu emprego como radiologista para atuar fazendo sexo em frente às câmeras.

Em longa entrevista ao jornal "Mirror", Silvia explicou que, apesar de trabalhar diariamente ajudando pessoas, não se sentia feliz e isso a motivou a ir em busca de mudanças. Então, ela foi morar em Las Vegas em busca de seu sonho de trabalhar apresentando shows de stand-up voltados ao humor.

Só que, após alguns meses morando na cidade, ela tomou a decisão que mudaria sua vida para sempre: assinou contrato para ser a estrela de um filme adulto. Silvia explicou que trabalhou em dois empregos para pagar as contas enquanto tentava se tornar popular no meio dos stand-ups de comédia, mas após seis meses ela resolveu descobrir mais informações sobre a indústria de filmes adultos. Um de seus amigos trabalhava como ator pornô e estava faturando alto com os filmes.

"Após muitos anos trabalho, me senti infeliz e comecei a fazer stand-up. Mas eu não estava fazendo nenhuma comédia, que havia sido a razão de eu me mudar para Los Angeles. Se eu pudesse ganhar mais dinheiro, eu poderia focar mais na comédia".

No fim, a ideia deu certo e trabalhar na indústria de filmes adultos deu a ela a independência financeira para trabalhar em seu stand-up. Após três anos de trabalho duro, finalmente seu trabalho na área de comédia começou a fluir.

"Passei a me identificar um pouco melhor. Eu me encontrei tanto na comédia, quanto nos filmes adultos, e assim ganhei mais confiança. Meu nome estava crescendo. Confiança é o ponto chave em ambas as profissões. Estar no entretenimento é saber o que as pessoas querem ver e ouvir."

A atriz de 35 anos explica que ama seu trabalho e que consegue fazer mais de mil libras (R$ 5,1 mil, na cotação de hoje) com apenas algumas horas de trabalho, mas o impacto que a profissão teve em seus parentes a deixa chateada.

"A parte mais difícil é saber que meus familiares precisam lidar com a minha profissão tanto quanto eu. Eu quero que meus pais fiquem tão orgulhosos de mim como eles eram quando eu trabalhava na área médica", explicou a atriz, que acrescentou.

"Eu nunca quis que meus pais se sentissem como se fosse um fracasso. Eu tenho curso superior. Eu tinha diversas opções, mas escolhi o sexo. Isso incomodou muita gente, incluindo minha família. Eu amaria que meus familiares ficassem orgulhosos de mim e me apresentassem como a filha que trabalha com sexo ao invés de terem que ir em reuniões de família e fingirem que eu sou alguém diferente. Tenho orgulho do que faço."

A atriz explica que, no começo, seus pais foram totalmente contrários à sua escolha. Contudo, com o passar do tempo, eles já encaram a situação de forma diferente.

"Meu pai foi mais compreensivo que minha mãe, que é religiosa. Obviamente, ele disse que não gostaria que a filha dele estivesse fazendo isso. Ele entende que eu estou segura, feliz e tomando boas decisões para mim. Nós não entramos em detalhe (sobre o emprego). Não existe mais nada sobre a minha vida que seja privado. Tudo está lá para que o público veja. É bem libertador."

Silvia explica que trabalhar na indústria de filmes adultos abriu várias portas para ela, que agora apresenta seu próprio podcast sobre sexo. A atriz ainda destaca que quer ajudar as pessoas a se livrarem dos preconceitos que cercam a indústria de filmes pornográficos.

"Eu tornei minha missão começar a falar sobre sexo. Nós colocamos muita vergonha em torno disso. Então, tenho falado sobre sexo com todo mundo", ressaltou Silvia.

Rotina no set de filmagem

Silvia atua como atriz de filmes adultos há cinco anos e começou a trabalhar no ramo aos 30 anos, idade superior à média das colegas de profissão. Ela revelou que grava de três a cinco cenas por semana e consegue receber cerca de mil libras por dia (R$ 5,1 mil, na cotação de hoje). Segundo a atriz, são necessárias de duas a seis horas para que uma cena seja gravada. Então, ela detalha como é um dia normal de trabalho.

Silvia Saige explica como é o dia de uma atriz pornô no set de filmagem - Gabe Ginsberg/FilmMagic
Silvia Saige explica como é o dia de uma atriz pornô no set de filmagem
Imagem: Gabe Ginsberg/FilmMagic

A gravação de seu próximo filme vai começar cedo e Silvia precisa estar no set por volta das oito da manhã. A primeira tarefa é assinar papeis confirmando que não ingeriu bebidas alcóolicas ou usou drogas. Então, é hora de partir para a maquiagem, onde também aproveita para arrumar o cabelo. A tarefa geralmente dura cerca de uma hora.

Silvia parte para uma sessão de fotos individuais antes de ser apresentada oficialmente ao seu parceiro de cena, que ela ainda não conhece. Então, a atriz parte para nova rodada de fotos, desta vez acompanhada do ator. Juntos, eles simulam as posições que farão nas cenas que serão gravadas.

O passo seguinte é definir a "lista do sim e não", que são as coisas que os atores não estão confortáveis em fazer durante as filmagens. Silvia indica que não quer levar tapas no rosto ou ouvir comentários negativos.

O processo leva cerca de 10 minutos e, então, os atores vão direto para o local das filmagens, que levam cerca de 45 minutos.
"80% dos meus dias eu realmente aproveito. Eu me divirto muito no trabalho, passo o dia sorrindo. Os outros 20% são como um 'emprego de verdade'. Você nem sempre gosta de quem está com você, você pode acabar não gostando do diretor", detalhou Silva.

A atriz ainda explicou que seu trabalho na indústria de filmes adultos afetou sua vida amorosa, já que muitas pessoas não aceitam sua profissão. Ela está há 10 anos solteira e identificou que muitas pessoas têm vergonha de falar com ela quando a reconhecem na rua.

"Existe um fator vergonha que cerca isso tudo. Eu não quero estar com alguém que quer esconder o que eu sou. Eu quero estar com alguém que se sinta orgulhoso. Muitas pessoas namoram com gente de dentro da indústria porque isso é muito intenso. Eu acho que todos temos dificuldades com relacionamentos."

"Eu estou muito feliz com o que fiz. Sou muito orgulhosa da minha atitude. Eu acho que existe uma mensagem maior que precisamos tirar disso tudo", finalizou a atriz.