Topo

Música


Anitta cumpre promessa e rebola muito por conscientização pela Amazônia

A cantora fluminense Anitta (FOTO: Reprodução) - A cantora fluminense Anitta (FOTO: Reprodução)
A cantora fluminense Anitta (FOTO: Reprodução) Imagem: A cantora fluminense Anitta (FOTO: Reprodução)

Carolina Farias

Do UOL, no Rio

24/08/2019 14h01

Como prometeu ontem, Anitta postou um vídeo hoje onde rebola muito, de lingerie, ao som de Fuego, música em parceria com DJ Snake. A promessa foi feita, também em seu perfil no Instagram, pedindo que seus seguidores assistissem a um vídeo de conscientização sobre as queimadas na Amazônia. Ela disse que está se aprofundando no tema e pediu a seus seguidores assistirem à peça. "Prometo que, dando atenção a isso, amanhã posto um vídeo rebolando de calcinha", escreveu ontem.

Como prometido

Uma publicação compartilhada por Anitta (@anitta) em

O vídeo compartilhado pela cantora, Brasil - Um País em Chamas, foi realizado pela Produtora Imaginária em parceria com o Observatório do Clima e lançado em 2018. A cantora disse, em seu post, que pediu a especialistas que "preparassem (o conteúdo do vídeo) em outro idioma e com legenda", para apresentá-lo a seguidores estrangeiros

No post com a promessa de rebolada, Anitta disse acreditar que o minidocumentário é um bom início para "iniciar um aprendizado sobre nossa vegetação".

"Sem posições políticas porque meu partido nesse momento é a natureza. Aprendendo certinho acho que podemos lutar melhor e fazer a diferença com mais força. Ao longo do tempo, vou aprofundando o tema pra gente aprender junto até chegar nos problemas mais profundos."

Anitta artista tem publicado esta semana, em seu Instagram, uma série de vídeos em que opina sobre o desmatamento na Amazônia. Ela defendeu que o Brasil estaria em melhores mãos se governado por índios e disse não assumir posições de esquerda ou de direita.

"A questão é a preservação, prevenção e conscientização ambiental. Enquanto vocês discutem quem está certo e quem está errado, quem tem culpa e quem não tem...a natureza vai acabando."