Topo

Música


Monsta X esquenta noite de 15ºC em SP com sensualidade e funk "top" com k-pop

Renata Nogueira

Do UOL, em São Paulo

19/07/2019 23h10

Se os termômetros em São Paulo marcavam 15ºC na noite de hoje, a temperatura dentro do Espaço das Américas beirava o dobro. É que dentro da casa de shows o Monsta X destilava a energia do k-pop para os fãs, que atendem por monbebes, e lotaram a casa.

É a segunda vez que o grupo de k-pop se apresenta no Brasil e, segundo os próprios, eles só voltaram por causa da energia que o público já havia mostrado no ano passado. "São Paulo top", diz Hyungwon ao cumprimentar os fãs. Um a um eles cumprem o protocolo e se apresentam, mas nem precisaria. O nome de cada um dos sete integrantes é gritado a plenos pulmões pelo público presente.

Minhyuk, Wonho, Kihyun, Shownu, I.M., Jooheon e Hyungwon fizeram em São Paulo um espetáculo de pouco mais de duas horas com muita dança, pop, hip-hop e performances dignas de um musical.

Veja a seguir os pontos altos do segundo show do Monsta X no Brasil, o único da turnê We Are Here na América do Sul. Depois de São Paulo, os sul-coreanos seguem para a Cidade do México e fecham as datas com seis shows nos Estados Unidos.

Espetáculo musical e visual

A chuva de papel picado não acontece só no final do show. Shoot Out, a primeira música, já chega acompanhada de uma nuvem vermelha formada pelos pedaços laminados. O público vibra junto com o grupo e com suas lighsticks apontadas para os ídolos. Cada grupo de k-pop tem sua própria lanterninha, e no caso do Monsta X elas são as "mondogie".

Sensualidade

Os figurinos algumas vezes reveladores e as danças bem elaboradas fazem a cabeça dos monbebes. E o grupo tem plena consciência disso. Seja com uma provocante levantada na camisa, um decote que marca o peitoral, uma camisa transparente ou um paletó aberto quase sem querer, os integrantes mexem com a imaginação das fãs e ganham muitos gritinhos e lágrimas em retribuição.

Pop de rádio

Play it cool, que ganhou versão em inglês com o DJ Steve Aoki, é cantada na língua original, o coreano, mas ao final da canção o grupo faz questão de lembrar a versão "rádio" da música e Minhyuk canta um trechinho em inglês para o delírio dos monbebes. Faltou um dos últimos lançamentos deles, a dançante Who Do U Love?, parceria com o rapper americano French Montana, mas a música já não tinha entrado nos shows anteriores da turnê.

Quase um teatro

A parte tecnológica do show fica por conta dos gigantescos telões que exibem as temáticas de cada canção. Mas o Monsta X ainda carrega uma aura teatral ao montar verdadeiros cenários em cima do palco. Em Party Time, uma mesa estilo banquete é posta e eles tomam drinks de verdade enquanto cantam, sem deixar a coreografia de lado na segunda parte da canção. Destaque também para a performance de Wonho e o Shownu em Mirror, quando de branco e preto eles fazem coreografias espelhadas um em cada lado do palco, separados por uma parede móvel.

Funk e samba

O Monsta X também adaptou seus discursos (são vários durante o show) para as fãs brasileiras. Em um dos intervalos entre as músicas em que trocam ideias com suas monbebes, eles aproveitaram para improvisar um "tchu tcha", a batidinha mais repetida do funk brasileiro. O rapper Jooheon, que diz ter adaptado seu solo de bateria no show com um pouco de samba (imperceptível para leigos), arrasa no beat box quando desafiado a fazer a batida do funk só com a boca. "Eu gosto muito desse ritmo. Isso a gente só consegue fazer no Brasil", comemora Shownu.

Um passinho para trás

Além da música e das múltiplas performances, os sul-coreanos se preocupam muito com a segurança dos monbebes - algo que é recíproco no universo do k-pop. "Queríamos que vocês dessem água para os monbebes não ficarem desidratados", pedem eles em cima do palco para a produção, com a ajuda de uma tradutora. Para o público, o recado é outro. "Deem um passinho para trás e para o lado", eles pedem para aqueles que estão esmagados na grade da frente. "Não queremos que vocês se machuquem." Antes de finalizar o show com várias coreografias bastante agitadas, um último recado. "Por favor aumentem a potência do ar condicionado e do ventilador."

Errata: o texto foi atualizado
Diferentemente do informado inicialmente, a performance em Mirror é de Wonho e o Shownu, e não de Jooheon e Kihyun. O conteúdo foi corrigido