Topo

Pop


Dono de Despacito, Luis Fonsi elogia Anitta, baba por Ivete e é fã de sertanejo

Neilson Barnard/Getty Images for DIFF
Imagem: Neilson Barnard/Getty Images for DIFF

Osmar Portilho

Do UOL, em São Paulo

15/06/2019 04h00

Horas antes de atender a ligação do UOL, Luis Fonsi - dono de Despacito, o vídeo mais visto da história do YouTube- , mostrava no Instagram que estava em Amsterdã, andando de carro e ouvindo uma música sua tocando em uma rádio holandesa. Quando pegou o telefone, já estava nos Estados Unidos, empolgado. "Estou na linda Miami, mas você não está nada mal aí no Brasil, não é? Eu me diverti muito por aí. Quero voltar em breve".

Despacito: fenômeno global

Aos 41 anos e com nove álbuns lançados, o porto-riquenho está longe de ser um principiante na indústria musical. Embora já tivesse um sucesso considerável no mercado latino, Fonsi explodiu globalmente com Despacito, parceria com Daddy Yankee, em 2017. Meses depois, ganhou um remix na voz de Justin Bieber. O sucesso da canção elevou o cantor para outro patamar de sucesso. "Os números ainda me surpreendem. Eu não esperava por isso. Nós sentíamos que ela tinha os ingredientes de um hit, mas um hit para os meus fãs latinos. Nunca esperava que ela atravessasse fronteiras na Europa, Ásia ou Estados Unidos", disse o cantor, cujo clipe já ultrapassou o número de 6,2 bilhões de visualizações. "De alguma forma, a letra, batida e melodia...tudo fez ela voar alto".

Não é meu primeiro hit, espero que não seja o último. Tenho trabalhado duro há vinte anos.

Anitta e Pa'Lante

Fãs de Fonsi e de Anitta já esperavam há tempos por uma colaboração entre os dois. A união finalmente aconteceu por meio de DJ Alex Sensation, que os escalou em Pa'Lante, que será lançada no dia 21 deste mês.

"É uma música divertida. Tem uma letra bem positiva. Cada canção tem uma história e essa é uma música de festa, pra se divertir, mas ela tem uma mensagem boa por trás e pude adicionar meu toque especial", disse o cantor, igualmente ansioso pela parceria com a funkeira.

"Mas o que me empolgou mais foi poder trabalhar com Anitta. Nos encontramos muitas vezes e falamos sobre fazer algo juntos. Finalmente aconteceu. Eu achei que essa música era perfeita e ela fez um trabalho ótimo. A energia dela é incrível".

Não é à toa que Anitta já estava no radar de Fonsi. O irmão do porto-riquenho, Jean Rodríguez, aparece creditado na música Rosa, do álbum mais recente de Anitta, Kisses, e já era acompanhada por ele. "Sabia que ela era uma grande estrela no Brasil e depois vi o que ela estava fazendo pelo mercado latino com o J. Balvin. Nos encontramos em algumas premiações e mantivemos contato. Isso é algo bonito na música latina. Todos nos conhecemos e de alguma forma estamos todos conectados".

Assista ao teaser de Pa'Lante

UOL Entretenimento

Ivete, sertanejo e Brasil

Luis Fonsi não só é fã confesso da música brasileira, mas se diz também um dedicado pesquisador do que se produz por aqui. "Tem muito sobre música que eu não conheço ainda. Às vezes eu entro nas plataformas e começo a ouvir sertanejo. São estilos e artistas incríveis. Tem tanta arte e mágica na música brasileira", afirmou.

O porto-riquenho elogiou o trabalho de Anitta, admirou os sertanejos, mas se derrete mesmo por Ivete Sangalo. Quando fez sua turnê no Brasil no ano passado, chegou a dividir o palco com a cantora.

Ivete Sangalo e Luis Fonsi nos bastidores do show do porto-riquenho em SP, em 2018 - Mauricio Santana/Getty Images
Ivete Sangalo e Luis Fonsi nos bastidores do show do porto-riquenho em SP, em 2018
Imagem: Mauricio Santana/Getty Images

E quando fala da baiana, respira fundo. "Ela é minha favorita. De longe. (...) Ela é a definição de uma artista de verdade. Eu queria muito colaborar com ela no futuro. Eu pude cantar com a Ivete Sangalo e este foi um dos pontos altos da minha carreira. Cantar aí e com ela sempre esteve na minha lista de desejos", afirmou.

Os laços entre Fonsi e o Brasil parecem mais estreitos do que nunca, e o cantor faz questão de demonstrar que está interessado em se aproximar ainda mais do mercado nacional. "Temos muito em comum. A cultura brasileira é alegre e ligada à música e dança. Por isso temos essa conexão tão forte. Eu não sabia o que esperar. Nós falamos idiomas diferentes, mas línguas parecidas".

Se tem a intenção de se aproximar ainda mais dos brasileiros depois de Despacito, Luis Fonsi está prestes dar um largo passo com Pa'Lante (contração de "para adelante") ao lado de Anitta no próximo dia 21.

Mais Pop