Topo

Filmes e séries


Em Cannes, Stallone fala do sangrento novo "Rambo" e revela planos para "Rocky"

Reprodução
O ator Sylvester Stallone em cena de "Rambo 5" Imagem: Reprodução

Caio Coletti

Colaboração para o UOL

2019-05-24T11:07:50

24/05/2019 11h07

Sylvester Stallone foi o nome mais falado do dia de hoje no Festival de Cannes. O eterno astro de ação discutiu sua carreira de mais de quatro décadas no cinema com o moderador Didier Allouch e com uma legião de fãs que se reuniu no Salle Debussy, e não deixou de olhar para o futuro.

A curto prazo, o futuro em questão guarda o lançamento de "Rambo 5", que estreia ainda este ano. O astro, que vai exibir cenas do filme ainda hoje no festival francês, falou sobre a nova aparição do personagem criado em 1982.

"Em todos os filmes, Rambo nunca volta para casa. Ele sempre volta para a selva, ou para o Afeganistão. Neste novo longa, ele está em casa, mas só em corpo. Ele está lá, mas sua mente não. A história toda é construída ao redor disso", comentou o ator.

"Quando o filme começa, ele está no meio desta tempestade horrível, tentando resgatar algumas pessoas. Rambo está lidando com a sua culpa por ter sobrevivido ao Vietnã, enquanto seus amigos morreram. É estresse pós-traumático", disse ainda.

"Ele tem um rancho lindo, mas vive no subterrâneo. É assim que ele lida com seu dilema. Ele tem uma família adotiva. Seu pai morreu, mas a empregada do rancho tem uma neta, e Rambo se torna uma espécie de pai para ela", continuou.

A trama continua quando a garota acha o seu verdadeiro pai, no México, e vai até lá para encontrá-lo. "Coisas ruins vão acontecer. Vai haver muita vingança neste filme. Muita gente sendo machucada", definiu Stallone.

Divulgação
Sylvester Stallone interpreta Rocky Balboa e Michael B. Jordan é Adonis Creed, em cena do filme "Creed 2" Imagem: Divulgação

Outros projetos

"Rambo", no entanto, não é a única franquia de sua carreira que Stallone quer trazer de volta. Outra delas é "Cobra" (1986), que o astro listou como um de seus arrependimentos. "Aquele filme deveria ter sido um sucesso, mas eu estraguei tudo. Minha vida pessoal atrapalhou a divulgação", disse.

"O conceito de 'Cobra' era: 'E se Bruce Springsteen tivesse uma arma?'. Era rock n' roll com drama. Estamos tentando trazer a franquia de volta como uma série de streaming. Meu personagem terá morrido há muito tempo, mas teremos uma nova geração", contou.

Stallone também deixou escapar que tem uma ideia para o próximo filme do personagem Rocky Balboa, que interpreta deste 1976. No entanto, o boxeador não apareceria na franquia "Creed", e sim em mais um filme solo.

"Eu tive esta ideia: E se Rocky encontrasse um cara que está nos EUA ilegalmente? É como um mágico que perdeu os seus truques. Rocky já passou por muita coisa, então o que pode ser diferente? Fora do país, ele está em outro mundo", comentou.