Topo

Música


Boate de SP presta esclarecimentos ao Procon e deixa de usar nome Villa Mix

Edson Lopes Jr./Folhapress
Entrada da casa noturna Villa Mix, na Vila Olímpia, que deixou de usar o nome após caso de agressão Imagem: Edson Lopes Jr./Folhapress

Renata Nogueira e Rodolfo Vicentini

Do UOL, em São Paulo

2019-05-14T20:27:50

14/05/2019 20h27

O Espaço JHLS, mais conhecido pelo nome Villa Mix SP, informou hoje que seu advogado Mauricio Ozi entregou ao Procon-SP (Programa de Proteção e Defesa do Consumidor) informações sobre o caso de agressão a uma cliente dentro da casa noturna localizada na zona oeste de São Paulo. O episódio aconteceu no último dia 5.

A fundação havia solicitado detalhes sobre a ocorrência até a última sexta (10). Em nota enviada hoje ao UOL, o grupo afirma que entregou ao Procon as informações sobre a equipe de segurança, que é terceirizada, mas presta serviço ao espaço desde a sua abertura, há sete anos.

A empresa ainda afirma ter enviado à instituição sua versão sobre o ocorrido.

"Para garantir a ordem e a segurança do local e evitar uma confusão ainda maior, os seguranças impediram a cliente de retornar à pista, o que resultou em nova agressão por parte da senhora Taynara contra uma funcionária. A JHLS esclarece ainda que, durante todo o ocorrido, a cliente Taynara Diniz foi atendida e teve auxílio das prestadoras de serviços do caixa e das seguranças, que lhe ofereceram suporte e prestaram o primeiro amparo tanto físico, como emocional", diz a mensagem.

Ao UOL, em nota, a empresa diz ainda "repudiar qualquer acusação de agressões" e que a equipe de segurança da casa noturna "é treinada para garantir o bem-estar e a integridade física dos frequentadores." E acusa a cliente de ter sido racista.

"No caso da Taynara Diniz, as imagens do sistema interno de TV mostram que ela, em vários momentos na madrugada do dia 5 de maio, protagonizou agressões, inicialmente, a um cliente. Na sequência, Taynara agrediu física e verbalmente, inclusive com injurias raciais, diversos funcionários e colaboradores da segurança da casa."

A JHLS também teria disponibilizado as imagens das câmeras de vigilância do local às autoridades policiais e que "a empresa é a principal interessada no esclarecimento imediato dos fatos."

Boate perde o nome Villa Mix

No último dia 9 a AudioMix, empresa detentora da marca VillaMix, suspendeu por tempo indeterminado a licença do uso da marca pela JHLS Lanchonete e Choperia.

A placa com o nome Villa Mix já foi retirada da frente da boate, que fica em uma área nobre de São Paulo conhecida por concentrar casas noturnas. O site do Villa Mix SP e as redes sociais da casa estão fora do ar.

O caso

Arquivo pessoal
A empresária Taynara Diniz Imagem: Arquivo pessoal

Em relato publicado no Instagram, a empresária Taynara Diniz denunciou a agressão que teria ocorrido após uma confusão envolvendo um homem que teria jogado um copo de bebida em seu rosto.

Ela contou ter sido agredida por cinco seguranças mulheres, enquanto um segurança homem ficava na porta e outro funcionário da casa entrava e saía da sala, para onde, de acordo com o relato, só ela foi levada. A amiga, que estava com Taynara, teria sido expulsa da boate.