PUBLICIDADE
Topo

Cineasta desiste de processo por plágio contra criadores de "Stranger Things"

Pôster da terceira temporada de "Stranger Things"  - Reprodução
Pôster da terceira temporada de "Stranger Things" Imagem: Reprodução

Guilherme Machado

Do UOL, em São Paulo

05/05/2019 19h25

Os irmãos Matt e Ross Duffer, criadores da série "Stranger Things", se livraram de um processo por plágio. Um ex-colaborador, Charlie Kessler, desistiu de um processo que movia contra a dupla, no qual alegava que os dois roubaram uma ideia sua para produzir o seriado da Netflix. De acordo com a revista "The Hollywood Reporter", o julgamento começará nesta terça-feira, mas Kessler abandonou a ação em cima da hora.

Em um comunicado, o cineasta disse que reconhece que os Duffer "criaram a série independentemente". Ainda de acordo com a publicação, não se sabe se ele recebeu dinheiro para desistir do processo.

Na ação, Kessler afirmava ter ficado perplexo após o lançamento de "Stranger Things", em 2016, afirmando que os criadores não só se apropriaram de seu roteiro como haviam usado "The Montauk Project" como título de trabalho do projeto, no que seria uma clara referência ao curta.

Ele dizia ainda que, em 2014, durante uma festa no Festival de Cinema de Tribeca, ele e seus agentes apresentaram aos Duffer o conceito de expandir "Montauk" para o formato de série de TV, mas as conversas não tiveram prosseguimento.

Assim como "Stranger Things", o curta "Montauk" aborda o desaparecimento de um garoto pré-adolescente, em uma cidadezinha margeada por uma base governamental misteriosa. A obra tem até mesmo um monstro similar ao Demogorgon, inspirado em um boneco de jogos de tabuleiro.

Geek